Foto Shutterstock
Foto Shutterstock

É comum escutarmos uma mulher gestante dizer que tem dores na região da coluna lombar, mas por que isso acontece? E o mais importante: o que fazer para que ela não apareça, ou se aparecer quais cuidados tomar para que ela deixe de existir?

Bom, com o passar do tempo da gestação, o corpo da mulher vai sofrendo mudanças. Isso acontece para que ela se adapte à sua nova constituição física. Com o crescimento do bebê, e o aumento do peso na parte anterior do corpo, a coluna aumenta as curvaturas fisiológicas para melhorar o centro de equilíbrio do corpo.

O que acontece também é um deslocamento do centro de gravidade para a frente, fazendo com que toda a musculatura posterior (da coxa e lombar) fique mais tensa tentando manter e centro de gravidade mais perto do correto, esse aumento de tensão também influencia na dor lombar, aquela dor de cansaço muscular na lombar que normalmente se sente no final do dia.

Outro fator importante é o aumento da produção do hormônio relaxina, que prepara o corpo para o parto. Esse hormônio faz com que os ligamentos sofram um “enfraquecimento”, pois a pelve necessita dilatar para que ali passe a criança. Como não existe um hormônio especifico para os ligamentos da pelve, ele acaba relaxando os ligamentos de todo o corpo facilitando lesões articulares.

O ganho de peso faz com que a carga sobre os membros inferiores aumente, o que pode levar ao aparecimento de varizes e edema nos pés e pernas. Tudo isso faz com que a gestante fique mais suscetível a desencadear dor lombar. Mas o que fazer para prevenir e tratar essa dor?

O ideal é a gestante manter-se ativa, praticar alguma atividade física, como por exemplo, o pilates que é um dos exercícios mais recomendados. Com ele é possível manter os músculos fortes, fortalecer a musculatura abdominal, ajuda na dissociação pélvica - que irá ajudar as mamães que querem o parto normal - entre outros benefícios. Até mesmo a academia é recomendado.

Temos como exemplo a Bella Falconi, que fez prática de musculação até os 8 meses de gestação. Exceto quando for uma gestação de risco a atividade física só te trará benefícios, mas antes é muito importante conversar com o seu médico, para que ele possa te liberar ou não a pratica de pilates ou academia.

Outras formas de se cuidar são: dormir sempre que possível de lado com um travesseiro entre as pernas, ao levantar ficar de lado na beira da cama, colocar as pernas para fora e, com os braços, se ajudar a sentar na cama, evitar ficar em uma mesma posição por muito tempo e quando sentar tentar ficar mais ereta possível, tudo isso contribui para que as dores não apareçam.

Caso tenha alguma dúvida venha conversar conosco, podemos lhe passar dicas preciosas para se manter bem nesse período tão importante na vida de uma mulher. A melhor dica é, cuide-se, pois daqui a pouco você terá um bebê para cuidar e amar, não deixe que sua coluna estrague isso.

Contato: (47) 3017-8545 | 9 9623-9512

Endereço:  Rua Pastor Ferdinand Schlunzen, 194, Centro, de frente à creche Corujinha.