Na próxima terça-feira (15), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai renovar a parceria com as principais plataformas digitais que operam no Brasil. Participarão representantes do Google, do WhatsApp, do Facebook, do Instagram, do YouTube, do Twitter, do TikTok, do Linkedin e do mais novo parceiro, o Kwai.

Serão assinados os memorandos de entendimento, que são documentos que listam as ações a serem executadas para combater a desinformação nas Eleições 2022, marcadas para os dias 2 de outubro (primeiro turno) e 30 de outubro (eventual segundo turno). Por meio desse acordo, todas as plataformas se comprometem a priorizar informações oficiais como forma de mitigar o impacto nocivo das fake news ao processo eleitoral brasileiro.

Vale ressaltar que os termos de cooperação pactuados com as organizações não envolvem troca de recursos financeiros e não acarretam qualquer custo ao Tribunal. As medidas a serem colocadas em prática devem ocorrer inclusive após o período eleitoral, até 31 de dezembro deste ano.

Nova parceria

A grande novidade é a adesão do aplicativo de vídeos curtos Kwai ao Programa de Enfrentamento à Desinformação, iniciativa instituída pelo Tribunal em 2019 e que se tornou permanente em agosto 2021 pela Portaria TSE nº 510/2021. O perfil do TSE na rede social já é um sucesso e conta com mais de 300 mil seguidores.

Criado em 2019 com o objetivo de combater os efeitos negativos provocados pela desinformação à credibilidade da Justiça Eleitoral e à realização das eleições, o Programa de Enfrentamento à Desinformação é centrado estratégias não regulatórias e que envolvem a atuação de múltiplo setores. Os três pilares da iniciativa baseiam-se em combater a desinformação com informação de qualidade, capacitação e controle de comportamento.

Todas as 72 entidades parceiras do programa contribuem com a execução de ações e medidas concretas para minimizar os danos das notícias falsas espalhadas com a finalidade de atacar a integridade e credibilidade do processo eleitoral do Brasil.

 

Prévias do MDB

O prefeito Antídio Lunelli e um dos nomes do MDB para candidato a governador, fez esta semana sua inscrição para as prévias do partido que ocorrem no dia 19. Lunelli postou a informação da sua inscrição no Instagram e destacou: "Com respeito às bases, com objetivo de contribuir e com convicção de que podemos fazer muito mais por Santa Catarina, protocolei minha inscrição nas prévias do MDB", comentou e emendou: "Dirijo-me à base também para afirmar que, embora a escolha do nosso candidato ao governo do Estado vá acontecer por meio de uma disputa, dia 20 teremos todos só um líder nesse processo. Estaremos unidos e fortes!".

Antídio escreveu também que está pronto para ajudar o Estado a ter melhores serviços, "ser mais moderno, menos lento e menos burocrático. Podemos fazer mais com menos. Chega dessa política rasteira, sem planejamento e que tem tirado o couro dos trabalhadores e dos empreendedores!", finalizou.

Reprodução Instragram

 

R$ 1 milhão

É o valor aprovado esta semana pela Câmara de Jaraguá para o projeto de lei, que autoriza o Executivo a investir R$ 1,1 milhão em ações na Educação. A maior parte desse valor, R$ 630 mil, vai ser utilizado na compra de equipamentos e câmeras de videomonitoramento para as unidades escolares. Algumas dessas aquisições, são ferramentas que serão utilizadas por profissionais técnicos que trabalham na fiscalização de obras e visitas técnicas.

Também há investimento em móveis e materiais de informática para as SAPs (Salas de Apoio Pedagógico) e AEE (Atendimento Educacional Especializado). O projeto destinou ainda R$ 110 mil para a reforma da Escola Ribeirão Cavalo, R$ 300 mil para o talude do CEI Estrada Nova e R$ 80 mil nas obras no talude da Escola Max Schubert. Também terá o investimento de R$ 50 mil na manutenção da cobertura em estrutura metálica da própria Secretaria de Educação