A implantação da Rede Catarina em Jaraguá do Sul completa um ano. O projeto é dedicado à conscientização da sociedade sobre a proteção de mulheres vítimas de violência e por conta da passagem de um ano, o 14º Batalhão de Polícia Militar está lançando com o apoio da Associação Empresarial de Jaraguá do Sul (Acijs), a primeira de uma série de animações voltadas para o público infantil.

Embora o tema seja tratado com muita seriedade, a animação conta com uma linguagem moderna e divertida, buscando despertar nas crianças interesse e reflexão sobre temas do cotidiano de muitas famílias.

No primeiro episódio, com o título “Descobrindo truques”, é abordada a influência dos exemplos dos pais na educação dos filhos. A ideia é mostrar que “o ciclo da violência acaba quando o exemplo começa em casa”, conforme os idealizadores do material. O material pode ser acessado direto no youtube da Polícia Militar de SC ou clique aqui.

Para o presidente da Acijs Anselmo Luiz Jorge Ramos, a campanha proposta pelo 14º BPM e que conta com o apoio da associação, é assertiva ao considerar um aspecto importante no conceito de segurança e cidadania. “A segurança de maneira geral é fator sensível do ponto de vista da coletividade. Mas se por um lado temos percebido que os indicadores em relação a homicídios e a outras ocorrências são positivos na comparação com outras regiões, quanto se trata de violência no lar ainda devemos avançar no enfrentamento deste grave problema”, comenta Ramos.

Para eles a violência doméstica é um tipo de violência difícil de ser combatido porque na maioria dos casos vítima e agressor convivem no mesmo teto e isto muitas vezes inibe as denúncias e a repressão. “Há, portanto, uma dificuldade em se prevenir, e campanhas de conscientização são uma forma de adentrar nestes lares, por meio do esclarecimento a todos os familiares e de um trabalho diferenciado”, conclui Anselmo, ressaltando que a PM leva ao ambiente doméstico uma expertise que já apresenta resultados positivos no policiamento ostensivo realizado nas ruas.

 

Fundo eleitoral

O Senado aprovou, na terça-feira, o dispositivo legal que regulamenta o uso do fundo eleitoral para financiamento de campanha nas eleições municipais de 2020. O texto aprovado estabelece que o valor do fundo será definido pela Comissão Mista de Orçamento (CMO), composta por deputados e senadores e que será mantido o mesmo teto de financiamento de campanha de 2018 que foi de R$ 1,7 bilhão. O PL previa que os recursos poderiam chegar até R$ 2,5 bilhões, que inicialmente seria R$ 3,7 bilhões, mas que teve uma correção feita pelo governo.

A aprovação do projeto de lei em plenário só se confirmou após uma reviravolta, em que parlamentares contrários e representantes da sociedade civil fizeram grande pressão sobre o Senado por conta do aumento abusivo e sem coerência, num momento em que se cortam gastos públicos e que grande parte da população não aceita que se gaste dinheiro público com campanhas eleitorais.
Agora, os parlamentares têm pressa em fixar o fundo eleitoral, especificamente, porque é preciso que o presidente Bolsonaro sancione a regulamentação até o dia 3 de outubro, um ano antes das eleições municipais de 2020.

Caso isso não ocorra, os candidatos em 2020 não poderão usar o fundo eleitoral para financiar suas campanhas. Quando chegar na Câmara, os deputados terão que decidir entre aprovar a regulamentação do fundo eleitoral como saiu do Senado ou retomar todos os artigos rejeitados, sem exceção.

 

Ciclofaixa

O vereador Anderson Kassner (PP), disse na sessão de terça-feira que vai solicitar à Prefeitura de Jaraguá do Sul que implante uma ciclofaixa na rua Max Wilhelm no bairro Baependi. O trecho vai da Ponte Abdon Batista até um posto de gasolina que fica no final da via. O pedido precede a mudança no trânsito que deve ocorrer no local no início do próximo ano. Segundo Kassner, a mão única a ser implantada na rua fará com que os carros andem mais rápido, oferecendo riscos aos ciclistas que passam por ali. O vereador também solicitou uma ciclofaixa para a rua Fritz Bartel, indo do cruzamento com Max Wilhelm até a ciclovia principal que corta o Baependi.

Abelhas

As alunas Maria Clara e Emanuela Cristina da 4ª série da Escola Municipal Atayde Machado que conquistaram o 2º lugar na categoria Destaques Especiais da Feira Brasileira de Iniciação Científica (Febic) realizada em Jaraguá do Sul na semana passada, estiveram na terça-feira na Câmara jaraguaense. O projeto “Uma doce visita: as abelhas e a sua importância ambiental para a vida no planeta”, orientado pela professora Raquel Medeiros de Borba, tem como objetivo a preservação das abelhas. O vereador Eugênio Juraszek (PP), que também defende a criação e preservação das abelhas sem ferrão, parabenizou as estudantes e a professora pelo projeto.

Perímetro urbano

O vereador Jaime Negherbon (MDB) solicitou à Prefeitura de Jaraguá do Sul que amplie o perímetro urbano do município. Esse aumento, segundo o parlamentar, deve ser feito por meio da regulamentação do Plano Diretor, que teve a revisão aprovada pelos vereadores ano passado. Segundo Negherbon, Jaraguá do Sul é uma cidade em crescimento e que a legislação tem de acompanhar essa evolução, dando liberdade para as pessoas lotearem ou construírem em suas propriedades, destacando que ampliação vai aumentar o retorno de IPTU para o município.

Plano Diretor


A Prefeitura de Guaramirim inicia em outubro as audiências públicas que vão tratar sobre a revisão do Plano Diretor do município. O plano foca nas áreas de zoneamento, ocupação habitacional e infraestrutura. Na segunda-feira a atualização do Plano Diretor foi o tema da reunião plenária da Associação Empresarial de Guaramirim (Aciag) com apresentação feita pela engenheira Ana Beatriz Schier.

Esporte

Os vereadores jaraguaenses aprovaram, em segundo turno de votação esta semana projeto de lei que autoriza a abertura de crédito adicional suplementar no orçamento da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, para readequação orçamentária no valor de R$ 200 mil, que vai atender despesas com suporte para as modalidades de rendimento. Segundo o presidente da Câmara, Marcelindo Carlos Gruner (PTB), serão investidos em equipamentos diversos para as modalidades esportivas coordenadas pela Secretaria. O PL foi aprovado por nove votos favoráveis e uma abstenção de Arlindo Rincos (PSD).

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger