O plano de retomada às aulas do governo do Estado, divulgado na semana passada, não deve ser seguido pela rede municipal de ensino de Jaraguá do Sul, Guaramirim, Schroeder, Corupá e Massaranduba.

De acordo com o presidente da Associação dos Municípios do Vale do Itapocu (Amvali), João Gottardi, as prefeituras acreditam que o modelo é inviável para as unidades de ensino infantil e fundamental.

"Não temos como voltar as aulas em outubro. O próprio Estado não garante a retomada nesta data", comenta.

Gottardi comenta que, caso o plano estadual seja bem-sucedido, a Amvali irá trabalhar em um retorno com as séries finais do ensino fundamental. "A volta total é difícil por conta da estrutura das escolas. Em Corupá, por exemplo, teríamos que ter o dobro de salas para atender todos os alunos e respeitar o distanciamento social", aponta.

O presidente da associação, que também é prefeito de Corupá, enfatiza que o período eleitoral também dificultaria as prefeituras, que provavelmente teriam que lançar licitações para compra de equipamentos ou contratar mais profissionais.

Nas escolas estaduais da região, conforme o gerente regional de Educação, Fernando Alflen, será seguido o plano do Governo de Santa Catarina. Ele ressalta que para isso acontecer, as cidades precisam estar com nível "moderado" na análise da pandemia de coronavírus.

O modelo estadual de retorno prevê que alunos do terceiro ano do ensino médio com dificuldade de aprendizagem serão os primeiros a voltarem às atividades presenciais.

Ciclone

A Defesa Civil de Guaramirim informa que os trabalhadores que fizeram comprovação de que foram atingidos pelo ciclone bomba (no dia 30 de junho) já podem solicitar a autorização para o saque FGTS pelo app da Caixa Econômica.

Código de trânsito

A Câmara dos Deputados pode votar nesta sexta-feira mudanças propostas pelos senadores para o projeto que reformula o Código de Trânsito Brasileiro. Uma das mudanças torna infração grave punida com multa o ato de transportar ou manter embalagem não lacrada de bebida alcoólica no veículo em movimento, exceto no porta-malas ou no bagageiro.

Outra alteração mantém a pena de prisão hoje prevista na legislação para os casos de motorista embriagado que tenha provocado acidente grave. O texto aprovado em junho na Câmara previa substituição de pena.

Ruas

A Câmara de Jaraguá aprovou em votação única e por unanimidade esta semana projeto de lei que autoriza o Executivo a abrir crédito adicional no valor de R$ 8,3 milhões para reforço de programas e verbas da Secretaria de Obras e Serviços Públicos para pavimentação de pelo menos 15 ruas do município.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul