O Brasil ocupa a 152ª posição no ranking mundial de representatividade das mulheres na política, de acordo com a União Interparlamentar Internacional (UIP), com base em dados de 2018. A classificação leva em consideração o número de assentos ocupados por mulheres nos congressos. Em Santa Catarina, dos 295 municípios, apenas 24 são comandados por mulheres e outras 23 atuam como vices.

Esta desproporção de mulheres atuando na política, já que na maioria dos municípios elas geralmente passam de 50% do eleitorado, será debatida nesta terça-feira (24) no 26º Congresso de Prefeitos organizado pela Federação Catarinense das Associações de Municípios (Fecam), que acontece em São José, na Grande Florianópolis.

As experiências, desafios e a participação das mulheres na política serão apresentados no painel “Força e diversidade”, com as prefeitas Sisi Blind (São Cristóvão do Sul), Claudete Gheller Mathias (Fraiburgo) e Eliéze Comachio (São Domingos).

Segundo a prefeita Sisi, que também já foi presidente da Fecam, a participação das mulheres na política aumentou nos últimos anos, no entanto, essa participação feminina ainda é tímida e limitada diante da falta de espaço que as próprias mulheres deixam de ocupar em função do formato histórico que sempre se estabeleceu politicamente no país. “Temos que trabalhar esse tema para conseguirmos cada vez mais pessoas que se coloquem à disposição e que enfrentem essa batalha não apenas como figurantes, mas como mulheres comprometidas na defesa de uma democracia participativa”, afirma.

O diretor da Fecam Rui Braun, comenta que a desproporção entre mulheres e homens prefeitos, por exemplo, exige debate. Ele destaca que é necessário ter o compromisso e a responsabilidade de estimular cada vez mais a participação das mulheres, além de assegurar mecanismos de valorização da mulher na política.

O Projeto de Lei 1.256/2019, que tramita no Senado, pede a extinção das cotas de 30% para candidatas mulheres nas eleições. Segundo Braun, isso poderá ser um retrocesso a uma importante conquista e também fere princípios constitucionais que garantem igualdade de direitos para homens e mulheres. “Um dos temas que motivou esse debate é a constatação de que há nesse momento um certo risco de retirada da cota de 30% das mulheres como obrigatória nos processos eleitorais. Entendemos que numa sociedade complexa como a nossa é preciso manter posicionamento de participação mínima das mulheres”, destaca.

O 26º Congresso de Prefeitos da Fecam acontece até quinta-feira (26) e tem como tema a “Inovação, sustentabilidade e eficiência na gestão municipal”.

 

Presidente do Samae fala sobre saneamento básico no Congresso de Prefeitos

O presidente do Samae Ademir Izidoro, representa o prefeito de Jaraguá do Sul Antídio Aleixo Lunelli, no 26º Congresso de Prefeitos, organizado pela Federação Catarinense dos Municípios, em São José na tarde desta terça-feira (24). Izidoro falará aos participantes sobre “A Experiência da Gestão Municipal no Saneamento Básico”.

Além do setor de segurança, Jaraguá do Sul também é referência no Estado e Brasil quando se fala em saneamento básico, tendo 99,8% do município com fornecimento de água e mais de 80% com tratamento de esgoto.

Outros olhares para o parque

Os 136 estudantes dos cursos de Design e Design de Moda da Católica SC em Jaraguá terão o desafio de aplicar seus conhecimentos em estudos de mobiliários urbanos em prol da comunidade até sexta-feira. O foco de criações dos alunos será o Parque Via Verde, com a ideia de estimular interações entre as pessoas e a natureza. O convite para criar no Parque veio do presidente da Fujama Normando Zitta para o coordenador dos dois cursos Nelson de Almeida Netto. A primeira atividade desenvolvida pelos acadêmicos foi domingo com um piquenique de observação no parque que fica na Ilha da Figueira.

No local, eles observaram, fizeram registros fotográficos e dinâmicas de grupo. As atividades seguem até a sexta-feira (27) com cronograma de atividades que contam com pesquisa, criação e desenvolvimento de elementos de interação e recreação para o Parque. Três propostas serão aprovadas, sendo que os vencedores devem ter como recompensa uma vaga de estágio remunerado e outros prêmios surpresa.

Primeira atividade dos estudantes foi um pique-nique no Parque Via Verde no domingo (22) | Foto: Divulgação

 

Creche

A Prefeitura de Jaraguá do Sul pretende construir um centro de educação infantil (Cmei) para atender as famílias dos bairros Rio Cerro I e II. A informação foi dada na semana passada pelo vereador Anderson Kassner (PP), em sessão na Câmara. Ele lembra que a Prefeitura cogitou a possibilidade de construir o prédio em um terreno doado pela família Gumz, porém não será possível. Agora o plano é fazer a creche numa área do loteamento Pomerânia, onde a Prefeitura já possui um terreno.

Ponte

O vereador jaraguaense Celestino Klinkoski (PP), sugeriu na semana passada na Câmara que a Prefeitura de Jaraguá do Sul utilize partes da Ponte Hercílio Luz para suprir demandas do município. A Defesa Civil de Santa Catarina vai transformar a estrutura em cerca de 900 kits de transposição que podem ser instalados em rios menores. Para receber os kits, a Administração Municipal terá que solicitar por meio de ofício à Defesa Civil Regional.

Saída

O empresário Fábio Espíndola anunciou nesta segunda-feira (23) que está saindo do PSD de Corupá, partido o qual ajudou a fundar em 2017 e é o presidente atual. Antes disso, o empresário havia integrado o quadro de filiados do MDB por 15 anos. Segundo Fábio, sua saída do partido foi motivada por questões particulares, já que precisa no momento se dedicar à sua rede de postos de combustíveis. Desde que fundou o PSD, Fábio foi um dos grandes apoiadores do prefeito João Carlos Gottardi que está filiado à sigla desde o ano passado quando deixou o PP. Atualmente o PSD corupaense conta com cerca de 200 filiados.

Leitura

Santa Catarina tem 5,5 mil presos participando do Projeto Despertar Pela Leitura desenvolvido no sistema prisional do Estado, viabilizado numa parceria entre a Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP) e a Secretaria da Educação (SED). O programa estimula a reinserção social do interno e pode resultar em quatro dias de remição de pena.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger