Lunelli e Franzner buscam recursos para Jaraguá do Sul junto do governo do Estado

Na foto da esquerda para direita: secretário de Estado da Fazenda Cleverson Siewert, deputado estadual Antídio Lunelli, prefeito Jair Franzner e o secretário de Estado da Agricultura Valdir Colatto. | Foto: Divulgação

Por: Áurea Arendartchuk

04/10/2023 - 06:10

Acompanhado do deputado estadual Antídio Lunelli (MDB), o prefeito de Jaraguá do Sul Jair Franzner, também do mesmo partido que o parlamentar, estiveram em Florianópolis na terça-feira (3) em busca de recursos para o município. As agendas organizadas pelo deputado Antídio Lunelli.

Com o presidente da Celesc Tarcisio Rosa, Lunelli e Franzner conversaram sobre a necessidade de uma subestação de energia no bairro João Pessoa, considerando a crescente demanda da região. O Município cederá o terreno para a obra. Nas próximas semanas, uma nova reunião será agendada para definição dos detalhes.

Para o secretário de Estado da Agricultura, Valdir Colatto, foram entregues dois pedidos: um para aquisição de um trator agrícola para patrulha mecanizada, no valor de R$ 388 mil, e outro para equipamento de laboratório de análises clínicas veterinárias, estimado em R$ 100 mil.

O prefeito de Jaraguá do Sul também averiguou com o secretário da Fazenda, Cleverson Siewert, e secretário adjunto da Infraestrutura, Ricardo Grando, o andamento do processo de liberação de recursos para pavimentação da JGS 382 Werner Fischer e da Rua Carlos Oechsler, na Ilha da Figueira, além da construção de uma ponte sobre o Rio Itapocuzinho, entre Jaraguá e Schroeder. As obras já foram autorizadas pelo governador Jorginho Mello.

Outro pedido foi o aumento do efetivo de policiais na cidade para o Comando da PMSC, por meio de uma parceria com a Prefeitura. A nomeação de novos policiais para a região já está em análise e a confirmação deve acontecer ainda neste ano.

Segundo Franzner, ele e o deputado saíram otimistas da agenda e destacou que agora espera que o encaminhamento aconteça. Já Lunelli ressaltou a parceria construída com o governo estadual e garantiu que continuará cobrando e fiscalizando as obras da região. “Estamos trabalhando fortemente para atender as necessidades dos nossos municípios”, apontou.

O deputado estadual Dr. Vicente Caropreso (PSDB) também participou da reunião com o secretário adjunto da Infraestrutura. O parlamentar destacou que a obra da rua Carlos Oechsler é uma cobrança antiga da população que vem desde o deslizamento em Guaramirim, em 2019.

Foto: Divulgação

 

Dr. Vicente discute inovação e desburocratização para o setor da saúde na Acate

O deputado estadual Dr. Vicente Caropreso participou na manhã desta terça-feira (3) de reunião da Vertical Saúde, da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), que debateu o desenvolvimento de tecnologias por empresas catarinenses voltadas à inovação, modernização e desburocratização no setor da saúde pública. Foram apresentadas iniciativas e os gargalos enfrentados pelos empreendedores. O deputado Matheus Cadorin (Novo) também participou do encontro.

Dr. Vicente, que é vice-presidente da Comissão de Saúde da Alesc, citou a dificuldade de acesso a dados clínicos e demográficos integrados para compreensão da realidade e traçar ações assertivas na área da saúde pública. “Há tecnologia para isso. Informação estruturada salva vidas, garante previsibilidade e atendimento mais humanizado. Investir nesse tipo de tecnologia gera economia, evita custos desnecessários na saúde, setor em que sempre faltam recursos”.

Ao final da reunião ficou definido que a Vertical Saúde elaborará uma pauta com as principais soluções que serão apresentadas aos parlamentares para serem defendidas no legislativo estadual. A Vertical Saúde é composta por mais de 80 empresas de tecnologia que atuam no desenvolvimento e comercialização de soluções para o segmento de saúde.

 

Vetos e crédito extra

O Congresso Nacional se reúne nesta quarta-feira (4) ao meio-dia, no Plenário da Câmara dos Deputados, para votar 29 vetos e 15 projetos de lei que liberam crédito extra. Dos 29 vetos, 10 deles foram apostos a normas aprovadas ainda em 2022. Eles tratam de diversos assuntos, entre eles: reembolso de eventos cancelados na pandemia; renegociação de dívidas do Fies; despacho gratuito de bagagens. Entre as leis deste ano vetadas, em parte ou no todo, destacam-se: os vetos ao Programa Minha Casa, Minha Vida: à nova estrutura ministerial e à Lei Orçamentária Anual (LOA) deste ano. Já entre os projetos de lei que liberam créditos no Orçamento de 2023 e precisam ser votados pelos parlamentares estão: que abre crédito especial de R$ 22,9 milhões para o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e crédito especial de R$ 129,9 milhões para atender a despesas com os pagamentos extraordinários feitos a servidores do INSS que trabalham para reduzir a fila de segurados à espera de benefícios.