Não bastasse a pandemia do novo coronavírus que impactou a saúde e economia dos catarinenses, o ciclone extratropical que atingiu o Estado na terça (30) e quarta-feira (1º) deixou um rastro de destruição, prejuízos e mortes.

Conforme levantamento divulgado pela Defesa Civil do Estado até ontem pelo menos 101 municípios haviam sido atingidos pelos ventos provocados pelo ciclone. O mesmo documento informa que o Estado tem nove mortes confirmadas e outras duas pessoas desaparecidas por conta do evento climático.

As mortes foram de uma idosa em Chapecó, um homem em Santo Amaro da Imperatriz, três em Tijucas, Governador Celso Ramos (1), Ilhota (1), Itaiópolis (1) e Rio dos Cedros (1). Os desaparecimentos ocorreram em Tijucas e Brusque.

Segundo o chefe da Defesa Civil, João Batista Cordeiro Júnior, os órgãos governamentais estão focados no atendimento às ocorrências. “Agora estamos fazendo levantamento dos danos. Todos os itens de assistência humanitária estão sendo ofertados pelo governo do Estado”, observou Cordeiro Júnior.

Alesc vai destinar R$ 30 milhões

O presidente da Assembleia Legislativa de SC, deputado Julio Garcia (PSD), comunicou ontem que vai doar R$ 30 milhões para que o Executivo aplique na recuperação dos estragos causados pelo ciclone que atingiu o Estado. A decisão foi tomada durante reunião extraordinária da Mesa Diretora da Casa.

Segundo Garcia, os recursos integram o orçamento do Legislativo estadual e são fruto de economia nos setores administrativos e nos gabinetes da Assembleia. “O Parlamento catarinense não poderia ficar alheio a tudo o que aconteceu com o nosso Estado na passagem desse ciclone. Deputados de todas as regiões se manifestaram para que tomássemos alguma atitude”, afirmou Julio Garcia.

O dinheiro será destinado para financiar projetos de auxílio às famílias atingidas e à recuperação dos danos materiais.

Recursos federais

O coordenador da bancada catarinense no Congresso Nacional, deputado federal Daniel Freitas (PSL), após contato com o governador Carlos Moisés, encaminhou ofício ao presidente Bolsonaro solicitando a união de esforços com o governo federal na tomada de medidas necessárias para reconstrução das cidades atingidas pelo ciclone.

Freitas informou que está em contato também com o Ministro do Desenvolvimento Regional Rogério Marinho, e com o secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil Alexandre Lucas Alves, para viabilizar ações rápidas para SC. As transferências obrigatórias são realizadas a estados e municípios em situação de emergência ou estado de calamidade pública, bem como para a execução de ações de prevenção em áreas de risco de desastres.

Maior dano da história

A Celesc registrou o maior dano da história da rede elétrica, após a passagem do ciclone extratropical. No total, 1,5 milhão de unidades consumidoras do Estado ficaram sem luz. A estatal trabalhou para recompor 90% do sistema ainda ontem.

 

CURTAS

Teste

O governador Carlos Moisés (PSL) comunicou ontem, que teve diagnóstico positivo para o novo coronavírus. Ele apresentou sintomas e, por isso, realizou o teste. Desde então, ele encontra-se em quarentena, respeitando os protocolos de distanciamento social. O governador fez um novo exame, como contraprova, para ter segurança do diagnóstico e aguarda o segundo resultado. Moisés, informou, por meio de vídeo divulgado em suas redes socias que está bem e teve sintomas como tosse, dor de garganta e febre baixa. O governador também lamentou os nove óbitos ocasionados pelo ciclone no Estado e se solidarizou com as famílias das vítimas.

Asilos

O deputado federal Rodrigo Coelho (PSB-SC) é um dos autores da lei que autoriza o repasse de R$ 160 milhões para asilos de todo o País. O auxílio financeiro emergencial será transferido às Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) ainda neste ano para fortalecer o enfrentamento da emergência de saúde pública causada pelo coronavírus. Entre as ações, será possível fazer controle da infecção, comprar medicamentos, insumos e equipamentos de higiene e adequar os espaços para os casos suspeitos e leves da doença. A legislação permite, ainda, a utilização de recursos do Fundo Nacional do Idoso para custear o repasse.

Canceladas

Por causa dos ventos fortes que atingiram a região na terça-feira, não foram realizadas as sessões das Câmaras de Jaraguá e Guaramirim. Até ontem os prédios das duas câmaras continuavam sem energia elétrica.

Higienização

Na sessão desta quinta-feira (2) o vereador Ernesto Friedemann (PL) deve indicar à Prefeitura que realize a dedetização das vias públicas da cidade, bem como desinfete os pontos com maior circulação de pessoas em Guaramirim. O objetivo da ação, de acordo com o vereador, é prevenir o contágio do novo coronavírus.

Fake News

O Senado aprovou na terça-feira (30), em sessão deliberativa remota, o projeto de lei de combate às fake news. O PL cria a Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na Internet, com normas para as redes sociais e serviços de mensagem como WhatsApp e Telegram. A intenção é evitar notícias falsas que possam causar danos individuais ou coletivos e à democracia.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul