Técnicos da Secretaria de Estado da Educação, estiveram esta semana em Corupá para realizar uma visita técnica a fim de avaliar na prática a viabilidade da adição da biomassa de banana verde na merenda escolar dos alunos da rede pública estadual de ensino. Esta prática já vem sendo realizada desde o ano passado em Corupá.

Os técnicos estiveram nas escolas, creches, Prefeitura e na sede da cooperativa dos produtores. A vistoria foi acertada uma reunião no mês passado, agendada pelo deputado estadual Vicente Caropreso (PSDB), com secretário de Educação do Estado Natalino Uggioni e produtores.

Se o teste apresentar resultados positivos e dentro das normas nacionais de distribuição de merenda escolar, o Estado iniciará a adição de biomassa da banana verde na merenda das escolas da região visando à expansão da prática para toda Santa Catarina.

Caropreso tem defendido a adoção da biomassa da banana verde na Assembleia Legislativa de SC, sendo autor de um projeto de lei protocolado ano passado que tem como objetivo a introdução da fruta na alimentação dos alunos da rede estadual de ensino.

“Uma alimentação saudável garantirá um maior rendimento escolar e mais qualidade de vida aos nossos estudantes que estão, na sua maioria, em fase de crescimento. Essa utilização é ainda mais adequada quando analisamos a alta produção de banana e de pescados em nosso estado” pontuou.

A biomassa de banana verde é rica em vitaminas C, B1 e B6, betacaroteno e tem alto teor de fibras. Ela pode ser utilizada na produção de biscoitos, pães, vitaminas e em molhos.

Caropreso também destaca a questão econômica da banana no Estado.

“Em Santa Catarina temos 29,5 mil hectares de pés de banana. Na região Norte a cadeia produtiva da bananicultura é formada por 1.758 famílias dos municípios de Araquari, Barra Velha, Corupá, Garuva, Guaramirim, Jaraguá do Sul, Joinville, Massaranduba, São Francisco do Sul, São João do Itaperiú e Schroeder. O município com maior produção é Corupá” acrescenta o deputado.

 

Guaramirim 70 anos

O prefeito de Guaramirim Luís Antônio Chiodini (PP) e a esposa Sônia Chiodini botaram a mão na massa na manhã de ontem quando foi servido um empadão de palmito de 70 metros para a população e que também marcou o aniversário do município.

Foto: Divulgação

 

Exemplo

O prefeito Antídio Lunelli dará uma palestra nas próximas semanas aos prefeitos do MDB de Santa Catarina. Foi convidado a apresentar o case de Jaraguá do Sul em que sua administração conseguiu diminuir as despesas públicas e aumentar os investimentos em plena crise. Lunelli também deve falar sobre as mudanças necessárias na política.

Obras

Nesta semana, o prefeito Lunelli reuniu todo o primeiro escalão do governo e elogiou a equipe, ressaltando que a administração agora está com muitas obras em andamento, por isso, a fiscalização para garantir qualidade deve ser um dos principais focos.

Pedágio

A Câmara de Jaraguá aprovou na sessão de terça-feira (27), em primeira votação, o projeto de lei (PL) que institui regras que devem ser cumpridas pelas entidades sem fins lucrativos para a realização de pedágios beneficentes. A Prefeitura reforça que autorizará a realização de pedágios beneficentes no decorrer de cada ano, de março a dezembro, distribuídos às entidades interessadas uma única vez, com data e horário preestabelecidos pela Diretoria de Trânsito e Transporte. Também fica proibido que crianças e adolescentes menores de 16 anos participem da ação.

Mudança

O projeto teve emenda modificativa de autoria do vereador Marcelindo Gruner (PTB) – também aprovada por unanimidade –, passando de 10 para 20 edições de pedágios beneficentes por ano. “Temos que dar oportunidades para essas entidades. Muitas delas precisam desses pedágios para sobreviver”, justificou Gruner.

Congresso

A Federação Catarinense das Associações de Municípios (Fecam) realiza dos dias 24 a 26 de setembro o Congresso de Prefeitos. O evento será realizado em São José, na grande Florianópolis. O público-alvo são prefeitos, vice, secretários municipais, vereadores, técnicos, servidores municipais, estaduais e federais, empresários e empreendedores, dirigentes de instituições privadas e instituições sociais. O congresso tem a tarefa de se adiantar a esse novo mundo e seus complexos desafios, debatendo inovação, sustentabilidade e eficiência.

Menos Brasília

O senador Jorginho Mello (PL) instaurou a Frente Parlamentar Mista em Defesa do Desenvolvimento Econômico-Social do Sul do País. Como presidente da Frente da Parlamentar que une Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, o senador catarinense busca equivalência de forças políticas e econômicas, já que Santa Catarina manda recursos para Brasília, mas não recebe na mesma proporção, além de apoiar o Ministro da Economia Paulo Guedes com o Pacto Federativo. Pelo pacto atual, os municípios ficam com menos de 20% do que é arrecadado.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger