Diante de tantas manifestações de insatisfação da população da região de Jaraguá do Sul com a demora na conclusão da obra da SC-108 que teve o prazo de entrega prorrogado por duas vezes desde agosto do ano passado, a Defesa Civil de Santa Catarina emitiu ontem comunicado em que afirma que será cumprido o prazo de conclusão da recuperação da rodovia em 31 de março.

Os protestos que chegaram a quatro em um ano do deslizamento, mostram que a união de autoridades políticas, empresariais e comunidade está surtindo efeito quando a questão é cobrar por providências, caso contrário a situação poderia se arrastar por anos.

Ontem durante a manifestação de moradores, o prefeito de Guaramirim Luís Antônio Chiodini (PP) demonstrou sua indignação com a demora no término da obra e chegou a parabenizar o governo do Estado Carlos Moisés (PSL) pelo afastamento do secretário de Infraestrutura e Mobilidade Carlos Hassler da pasta atribuindo ao ex-secretário a falta de eficiência para resolver a situação.

“Foi nos prometido agilidade, mas isso não aconteceu e parabenizo o governador por afastar o secretário Hassler. Precisamos de atenção para essa rodovia, não só da atual obra, mas para outros trechos da estrada, porque ninguém mais suporta esta situação”, completou.

No comunicado enviado pela Defesa Civil de SC, foi ressaltado que “se trata de uma obra complexa em uma área que apresenta solo instável e elevados índices pluviométricos. Dentro deste contexto ocorreu postergação do prazo de finalização da obra em função da chuva registrada na fase mais complexa e delicada da obra, como comprovaram os registros meteorológicos.”

Ainda de acordo com a Defesa Civil, atualmente os trabalhos estão em fase avançada estando 70% concluídos, destacando que o acompanhamento é realizado de forma contínua pelos técnicos da pasta.

Na nota da Defesa Civil também é destacado que a “assertividade do projeto foi comprovada durante as últimas chuvas registradas no município. Na área onde estão ocorrendo os trabalhos não foram registrados incidentes sendo que a rodovia foi interditada apenas por medida de precaução e devido a um deslizamento no km 35. Hoje [terça-feira-18] o deslizamento que ocorreu na localidade completou um ano, todavia desde o primeiro momento após o evento e de forma ininterrupta, os trabalhos de avaliação do local, estudos para a busca de soluções, captação de recursos, licitação, contratação de empresa e execução da obra não pararam em nenhum momento.”

O comunicado finaliza agradecendo a compreensão das moradores pelos transtornos causados e ressalta que a Defesa Civil está trabalhando para solucionar o problema causado pelo deslizamento de forma definitiva.

Residência médica

Aconteceu na sexta-feira passada (14), a formatura da 4° turma da Residência Médica do Hospital São José de Jaraguá do Sul. Na ocasião conquistaram o título de especialistas em cirurgia geral os médicos Carina Takahashi, Gustavo Noal e Sasha Kovaliuk e na especialidade de Clínica Médica. Barbara Klein, Maicon Eger, Renata Coelho e Gabriel Albuquerque.

Participaram da cerimônia o diretor geral do São José Maurício José Souto-Maior, o diretor técnico Willy Hiraga, e demais autoridades. A Residência Médica é uma modalidade de ensino de pós-graduação destinada a médicos, sob a forma de curso de especialização. Funciona em instituições de saúde, sob a orientação de profissionais médicos. No HSJ, o Programa de Residência iniciou em 2015 e já formou 12 médicos especialistas em cirurgia geral e 16 em clínica médica.

Foto: Divulgação

CURTAS

Aplicativo

A Prefeitura de Jaraguá lançou esta semana o aplicativo ‘Jaraguá na mão’. O objetivo da ferramenta é oferecer à população acesso facilitado e rápido aos serviços públicos e às informações evitando protocolos ou então ter que se dirigir até a Prefeitura para fazer uma simples consulta. Desenvolvido pela Monitor e por servidores do setor de Tecnologia da Informação da Prefeitura, o App possibilita que o cidadão realize consultas, acesse serviços e tenha um canal direto para comunicar problemas, fazer reclamações e dar sugestões.

Audiência

O presidente da Câmara de Vereadores de Jaraguá Isair Moser (PSDB) convocou uma audiência pública para o dia 3 de março, às 19h, para discutir o projeto de lei complementar enviado pela Prefeitura ao Legislativo que trata sobre a reforma da previdência dos servidores municipais. Entre as mudanças que a Prefeitura deverá fazer estão a alíquota de contribuição do segurado para o Issem, que passará de 11% para 14%. Outra regra a ser adotada é sobre a idade mínima para aposentadoria, que será de 62 anos para as mulheres e 65 anos para homens observada a redução de idade mínima para os ocupantes de cargo de professor, bem como o tempo de contribuição e os demais requisitos.

Combate ao maruim

O Consórcio Intermunicipal de Gestão Pública do Vale do Itapocu – Cigamvali e a Associação dos Municípios do Vale do Itapocu – Amvali, relizam nesta quarta-feira reunião para prestar mais esclarecimentos sobre o Projeto Maruim. Na oportunidade serão apresentadas as etapas concluídas dentro do Programa do Maruim e esclarecimento da etapa definida “Experimentação em Regiões Piloto”.

Infidelidade

Uma notificação extrajudicial pedindo a expulsão do PSL surpreendeu o deputado estadual Sargento Lima nesta terça-feira. O documento assinado pelos presidentes da Executiva Estadual Fábio Schiochet, e do Conselho de Ética e Fidelidade Partidária Alessandro Gruner. Sargento Lima tem cinco dias para apresentar a sua defesa.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul