O diretório estadual do PSL aguardará a decisão do Conselho de Ética do partido para dar encaminhamento ao pedido de expulsão dos deputados estaduais Jessé Lopes e Ana Caroline Campagnolo.

Em nota de esclarecimento emitida esta semana pelo presidente estadual do partido, deputado federal Fábio Schiochet, consta que a executiva nacional da sigla recebeu de seus filiados a solicitação para investigação por parte do Conselho de Ética do PSL Nacional de “inúmeras publicações, consideradas pelos denunciantes como vexatórias direcionadas ao governador de Santa Catarina Carlos Moisés da Silva, dentre estas contendo charges, comentários, vídeos e outras manifestações de alegada autoria dos deputados do PSL-SC Jessé Lopes e Ana Caroline Campagnolo”, descreve a nota.

Na quarta-feira (21) Schiochet participou de reunião para discutir a questão com o presidente da executiva nacional do partido Luciano Bivar, em Brasília.

As primeiras informações apontavam que a expulsão teria sido solicitada pelo governador, mas na nota emitida pela executiva do PSL isto é negado: “o partido esclarece que não houve nenhuma manifestação ou pedido do governador Moisés sobre os casos noticiados, tampouco pedido de expulsão dos envolvidos. Cumpre destacar que o governador do Estado, nos últimos dez meses de governo e transição, jamais se referiu por meio de imprensa e de suas redes sociais, a qualquer autoridade ou membro de poder ou órgão estranho ao Poder Executivo, demonstrando linha de conduta de um estadista”, finaliza.

O destino de Ana e Jessé pode ser o mesmo do deputado Alexandre Frota que foi expulso do partido por fazer críticas ao presidente Bolsonaro.

 

Corupá em Brasília

Comitiva representada pelo prefeito de Corupá João Carlos Gottardi (PSD), o secretário de Infraestrutura Juliano Millnitz e a chefe de gabinete Kelly Alves de Souza, esteve esta semana em Brasília. De pires na mão, Gottardi solicitou recursos para projetos a serem executados no município nas áreas de saúde, educação, infraestrutura e turismo. Segundo Gottardi, a previsão de liberação do total de R$ 8 milhões em projetos pode acontecer do final de setembro deste ano até 2020.

O pedido de revisão da decisão do Ministério da Saúde de ranquear os municípios brasileiros conforme o IDH na cobertura do Programa Mais Médicos e que podem levar Corupá a perder profissionais que atuam no município e a revisão do Ministério do Desenvolvimento sobre o financiamento de obras do saneamento básico foram outros pleitos tratados. Na foto, Gottardi (C) com o deputado Gilson Marques (Novo), o secretário Juliano Milnitz (E) e a chefe de gabinete Kelly.

Foto: Divulgação

Manifesto

Apoiadores do governo Bolsonaro realizam no domingo (25) nova manifestação em diversas regiões do País. Em Jaraguá do Sul, o Movimento por um Brasil Melhor realiza manifestação, às 16h, na Praça Ângelo Piazera, no Centro. Um dos organizadores do evento e integrante do Movimento Por um Brasil Melhor, José Renato Mantuani, destaca que o movimento é contra a corrupção e o enfraquecimento do pacote anticrime do ministro Moro no Congresso.

Agrotóxicos

O governo do Estado anunciou ontem que os agrotóxicos terão a isenção de Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias (ICMS) mantida até 31 de dezembro. Depois dessa data, a tributação será de acordo com a toxidade do produto. Os mais tóxicos vão pagar mais. O anúncio foi feito após reunião em Florianópolis entre o governador Carlos Moisés (PSL), e representantes do setor agrícola. A isenção do ICMS será feita via medida provisória.

Colheita

O objetivo do governo é estimular o uso de agrotóxicos menos tóxicos. O argumento que sensibilizou o governador foi o de que o que será plantado na próxima colheita já está vendido. Portanto, as regras de tributação permanecem as mesmas para evitar prejuízos aos agricultores.
Pulverização.

A Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa aprovou também esta semana o parecer do deputado Milton Hobus (PSD) e arquivou o projeto de lei que proíbe a pulverização aérea no Estado. Produtores de banana do Norte do Estado que acompanhavam a reunião comemoraram a decisão, dentre estes a Associação dos Bananicultores de Corupá (Asbanco). Segundo Hobus, o projeto é inconstitucional porque afronta as normas da Constituição e destacou que a proibição colocaria em risco a sobrevivência econômica de milhares de bananicultores catarinenses.

Equipamentos

O Hospital Santo Antônio, de Guaramirim, adquiriu dez poltronas de acompanhantes, 20 colchões hospitalares e uma seladora para embalagens com instrumentais para esterilização. Também foi realizada e reforma de cinco camas. Desde junho, a unidade é administrada pelo Instituto Santé.

Encontro. Representantes da mídia de SC foram recebidos na manhã de ontem pelo presidente Bolsonaro no Palácio do Planalto. Representantes de jornais impressos, canais de TV, rádios e mídias digitais ligados a Acaert estiveram presentes no encontro. Dentre estes, o diretor da Rede OCP de Comunicação Marcelo Janssen.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger