A lavanderia ou área de serviço é um ambiente que precisa ser planejado no início de um Projeto Arquitetônico Residencial, tanto pela disponibilidade de espaço que requer, quando pela sua funcionalidade dentro dos padrões de vivência familiar desejada.

Quanto à opção e disponibilidade de espaço, o ideal é posicionar a lavanderia mais próxima da cozinha, porém com algum tipo de separação por portas ou vidro. Isso facilitará as atividades relacionadas ao serviço de limpeza e evitará que as roupas fiquem com odores.

Muitas vezes enxergamos a lavanderia somente como um local para lavar, passar e secar roupas, ou simplesmente como um depósito. Mas é necessário observar que o local precisa oferecer um bom espaço para armazenar itens e produtos de limpeza, bem como se tornar um ambiente agradável com uma decoração aconchegante que siga o estilo dos outros ambientes.

Para execução de um projeto de lavanderia, seguem algumas recomendações que farão a diferença na sua funcionalidade:

Ventilação: a área de serviço deve ser bem arejada, para facilitar tanto a secagem da roupa, como a eliminação de bactérias que se proliferam no ambiente, afinal, utilizamos este cômodo para a limpeza de diferentes objetos. O ideal é ter uma janela individual, possibilitando a ventilação natural, geralmente utilizada próximo à área do varal.

Iluminação: preferencialmente também deve ser utilizada a iluminação natural, que possui uma ótima qualidade para a realização das tarefas diárias. Caso não seja possível, principalmente no caso de apartamentos e lavanderias menores que não possuem janelas, deve-se optar por lâmpadas fluorescentes que trazem uma ótima luminosidade e também proporcionam a economia de energia.

Foto Divulgação/Eixo 11

Piso: é fundamental a escolha de um piso resistente à água e, preferencialmente, optar por um modelo antiderrapante, pois esta é uma área úmida e este tipo de piso trará mais segurança evitando escorregões e acidentes. Os pisos cerâmicos/porcelanatos são os mais indicados. Quando pensamos no revestimento, ladrilhos e azulejos são os mais indicados, por serem mais resistentes à umidade, assim como de fácil limpeza.

Pontos elétricos: muitas vezes este item não é planejado com a devida importância, trazendo necessidades futuras de manutenção. Deve-se observar que neste ambiente, muitos eletrodomésticos são utilizados simultaneamente, para isso o ideal é ter uma tomada para cada um, para não sobrecarregar a energia. Faça este planejamento antes de colocar os revestimentos das paredes para evitar ter de quebrar posteriormente.

Pontos hidráulicos: também algo importante a ser definido durante a execução do projeto, pois depende do posicionamento dos eletrodomésticos para a definição dos mesmos. Devem existir pontos de água para o tanque e para a máquina de lavar, saída do esgoto para o tanque e caso a lavanderia funcione junto com a área de serviço é interessante existir um ralo para que possam ser feitas limpezas rápidas.

Foto Divulgação/Eixo 11

Móveis: a escolha dos móveis está diretamente ligada ao tamanho do espaço, estilo arquitetônico, e frequência de utilização da lavanderia. Primeiramente deve-se definir a quantidade de eletrodomésticos escolhidos, para poder planejar os móveis e não carregar o ambiente. No caso de aparelhos embutidos, observe as medidas exatas, para não haver sobreposição na altura dos móveis altos. Para a tábua de passar roupa o ideal também é usar o modelo embutido. A bancada onde ficará o tanque pode ser com rebaixo italiano, um modelo já bastante utilizado, com acabamentos sem emendas, evitando que a água escorra nos móveis.

Decoração: procure sempre aliar a funcionalidade à beleza, deixe os itens do dia a dia à mão para facilitar a rotina, e aposte em pequenos detalhes para trazer originalidade ao cômodo. Uma boa ideia são os quadros criativos, que podem trazer imagens relacionadas com o espaço ou apenas com gravuras, eles trarão cor para aquela parede neutra. Os cestos para roupas são essenciais, possuir dois é o mais comum. Destine um cesto para roupas limpas, e outro para roupas sujas. Flores e plantas também garantem um ar acolhedor à lavanderia, trazendo leveza e sensibilidade.

Foto Divulgação/Eixo 11

Em síntese, abuse da criatividade e praticidade para criar uma lavanderia prática, funcional e que traga harmonia com seu estilo de decoração. A ajuda de um profissional de arquitetura será fundamental para criar estas funcionalidades.

Artigo escrito pelas arquitetas e urbanistas Jeanita Bonato (CAU/SC A135996-7) e Mariana Silva (CAU/SC A150451-7).

-

Onde encontrar a Eixo 11: rua Pres. Juscelino, 45, Ed. Ana Isabel, sala 02, Centro de Jaraguá do Sul • (47) 3370-0070 • 9 9942-6030 | FacebookInstagram