A vida é uma caixinha de surpresas. A cada momento, a vida nos envia um lembrete de quanto frágil ela é. Nesses momentos, que somos tão carentes dele, revisitamos o passado e lembramo-nos de tudo aquilo que ainda não fizemos, das pessoas que amamos e que temos medo de perdê-las, dos lugares que não conhecemos e que sonhamos um dia visitar e do perdão que não pedimos.

Nesse momento, onde ficamos chocados e paralisados pelos acontecimentos trágicos e devastadores, sofremos, não somente pela brutalidade que o ser humano chega, mas sofremos pela nossa ausência, pela nossa falta, pelo máximo que não buscamos fazer.

Estamos sempre ocupados com o futuro, querendo chegar nele, fazendo planos e mais planos para encontrá-lo e não vemos a vida passar, nos tornamos meros espectadores da nossa vivencia. Não tempos tempo para o presente, em vivê-lo e aprecia-lo. Só nos damos conta disso quando a vida na sua velocidade andou. As pessoas que amamos e gostaríamos de estar junto, já não estão mais lá. O que gostaríamos de fazer, os lugares que gostaríamos de conhecer ficaram numa vaga lembrança, pois as oportunidades passaram.

Sempre esperamos por dias melhores, por momentos melhores, pela hora certa. Vivemos esperando o dia em que seremos melhores, melhores para nós, melhores para os outros, melhores para amar, melhores para sermos amados, melhores para viver o melhor. E quando nos deparamos com o fim desta vida, temos pressa, queremos ser felizes, queremos valorizar a vida, as pessoas, os lugares, os erros, os acertos, queremos estar presente. Mas aí a gente não tem mais tanto tempo assim. Nem tempo para fazer, nem tempo para agradecer, nem tempo para aprender, nem tempo para sermos melhores e nem tempo para viver. Talvez tenhamos o tempo para nos arrepender.

A vida tem urgência, ela não espera por você, pelo seu tempo. A vida é agora aqui nesse momento, não depois, não daqui a pouco, não amanha, não quando você estiver pronto, preparado, quando a hora certa chegar, porque esta hora é agora, agora é o tempo de viver, porque a vida tem pressa.

Andreia Chiavini Movimento e Bem Estar

Endereço: Rua Emílio Stein 84 - Centro

Contato: Telefone e Whats 47 3271-8297

Redes sociais: Facebook e Instagram @andreiachiavini.pilates ou Instagram @andreiachiavinicentrointegrado | Site: www.andreiachiavini.com.br