Uma mulher foi condenada, em decisão de segunda instância, a 1 ano e 7 meses de prisão por ter ameaçado e cometido injúria racial contra um árbitro de futsal em São José do Cedro, no Oeste catarinense. O caso aconteceu em fevereiro de 2016.

 

 

De acordo com o processo, após uma atleta ter sido expulsa durante uma partida do campeonato municipal, a torcedora invadiu a quadra, empurrou o árbitro e o xingou de "ladrão" e "negro sujo".

Após provocar a confusão, a mulher teria ficado na saída do ginásio com outros amigos à espera do árbitro. Em função disso, ele precisou esperar por 20 minutos dentro da quadra para conseguir deixar o local.

Pelo crime de injúria, ela foi condenada a 1 ano e 6 meses de reclusão - a pena foi substituída pela prestação de serviço à comunidade. Pela ameaça, a mulher foi sentenciada a 1 mês e 15 dias de detenção, que também foi substituída pela prestação de serviços à comunidade.

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Telegram

Facebook Messenger