Os crimes contra o patrimônio apresentaram queda nos seis primeiros meses de 2019 em Jaraguá do Sul e região.

De acordo com levantamento feito pelo 14º Batalhão de Polícia Militar (14º BPM) a pedido do jornal O Correio do Povo, o número de roubos caiu 33% e o de furtos 17% no primeiro semestre deste ano, em comparação ao mesmo período de 2018.

 

 

Nos primeiros seis meses de 2019, foram registrados 47 roubos em Jaraguá do Sul, Guaramirim, Schroeder, Massaranduba e Corupá. No mesmo período do ano passado, foram 70 ocorrências deste tipo.

A Polícia Militar registrou 550 furtos em toda a região no primeiro semestre de 2019, contra 664 crimes no mesmo período de 2018. 

O comandante do 14º BPM, tenente-coronel Márcio Leandro Reisdorfer, destaca que a redução desses índices é motivada pelas operações realizadas nos últimos meses em Jaraguá do Sul e região. Uma delas foi a Murum, que resultou na prisão de sete foragidos da Justiça, dois deles pelo crime de furto. 

“Os crimes contra o patrimônio acabam lesando diretamente a população, seja na subtração de um objeto pessoal, no caso de um furto, ou, no que eu acho mais grave, pela violência, no caso de um assalto", destaca Reisdorfer.

"Nós já temos índices muito bons, uma das cidades com mais de 100 mil habitantes com os melhores índices criminais do país, e nós conseguimos atingir essa marca de diminuição”, complementa. 

Radiopatrulha e especializadas 

Além das operações, o tenente-coronel também destaca o bom trabalho das guarnições de Radiopatrulha, que realizam a maior parte do trabalho preventivo contra esses crimes e também das especializadas, Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT), Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam) e Canil.

“Nós só temos que agradecer aos policiais militares da Radiopatrulha que estão na rua diuturnamente. Também temos as guarnições da Rocam, do Canil e do Tático que são enviadas estrategicamente para outras cidades da região e acabam reforçando o trabalho de policiamento ostensivo”, comenta o oficial.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger