Dois réus condenados e com sentenças bastante elevadas, que juntas somam 41 anos de prisão. Assim foi o resultado da sessão do Tribunal do Júri, do Fórum de Joinville, realizada nesta quinta-feira (8). O veredito só saiu no início da noite, depois de muita discussão, prova e contraprovas entre acusação e defesa.

A dupla era acusada pelo Ministério Público de Santa Catarina de matar com mais de 50 facadas, Maikon Disner, outro detento do Presídio Regional de Joinville. O crime aconteceu em 30 de junho de 2017, por volta das 15 horas, numa das celas do pavilhão 4 do Presídio Regional de Joinville.

A motivação, segundo o processo criminal, foi um relacionamento que a vítima teve com a companheira de um dos agressores, antes de ser detido.

O réu David de Oliveira Karnopp foi condenado a pena de 20 anos de reclusão. Ele responde a outros processos judiciais.

Já o réu Ademilson Correa foi condenado a pena de 21 anos de reclusão. Mesmo confessando o crime (o que diminuiu sua pena no processo), porém ele responde a muitos outros processos.

Ambos estão cumprindo pena na Penitenciária Industrial de Joinville.

LEIA MAIS:

Acusados de matarem detento com mais de 50 facadas vão a júri popular nesta quinta, em Joinville

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger