Resumo da notícia:

  • Sargento da PM morto em acidente estava indo para um casamento
  • Corporação enaltece os 23 anos de trabalho do sargento à Polícia Militar

O sargento Ronel Silva Neto, 44, e o filho Caio Bernardo Silva, 14, estavam indo para um casamento quando sofreram um acidente fatal na SC-108, em Joinville.

O capotamento seguido de atropelamento aconteceu na noite de sábado (23) e os corpos foram sepultados na manhã desta segunda-feira (25).

Amigos, familiares e colegas se despediram do sargento da Polícia Militar e do filho na igreja presbiteriana do bairro Costa e Silva, onde a família frequentava.

 

 

Com 23 anos de corporação, Ronel era inspiração para os colegas de trabalho.

"Ele era muito dedicado, muito bom, especialmente na parte de instrução, na qual era destaque na corporação", conta o major Daniel Screpanti, colega de trabalho do sargento.

Acidente matou pai e filho

Segundo o relatório da Polícia Militar Rodoviária, o policial teria perdido o controle da direção, saiu da pista e capotou.

Ele e o filho não se machucaram no acidente e saíram do carro para pedir socorro. Um motorista que passava pelo local parou para ajudá-los. Outro carro passou e acabou atropelando os três.

"A PM perdeu um grande profissional. Foram 23 anos de serviço prestado à corporação e ele tinha 41 elogios, sem punição. Ele deu o sangue pela instituição. Infelizmente foi uma fatalidade o que aconteceu", comenta o major Screpanti.

De acordo com ele, fica o exemplo de um profissional excepcional para o batalhão.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Telegram