A Polícia Militar iniciou, nesta sexta-feira (9), a vacinação dos policiais militares contra a Covid-19 em Santa Catarina.

A Dive (Diretoria de Vigilância Epidemiológica) determinou o redirecionamento de cerca de 20% das vacinas do Butantan recebidas para as segundas doses.

Os imunizantes serão utilizados nos novos grupos incluídos como prioritários pelo Ministério da Saúde, como os profissionais das forças de segurança, salvamento e forças armadas.

Segundo o comandante-geral da PM, coronel Dionei Tonet, neste primeiro momento, a instituição recebeu 760 doses.

Desta forma, o comando-geral estabeleceu um regramento de prioridades para atendimento de todos os policiais, priorizando os que estão na linha de frente.

“Vamos realizar esse trabalho de forma intensa, de acordo com a disponibilidade das vacinas”, explica Tonet.

Foto: PM/Divulgação

As primeiras equipes a receberem a vacinação serão as de rádio patrulha da primeira região (Florianópolis, Ilha de Santa Catarina - 4º e 21 batalhões de Polícia Militar e, na parte Continental, 22º BPM) e os dois batalhões de Joinville, 8º e 17º BPMs.

Outros 119 policiais de outras cidades do Estado, que estão na linha de frente e têm doenças de comorbidades (como pressão alta e diabetes por exemplo), também receberam a vacina.

Depois, serão vacinados os policiais das cidades com maior gravidade de contaminação.

“Até poder contemplar a toda a corporação”, destaca o comandante-geral.