Policiais civis da DIC (Divisão de Investigação Criminal) de Jaraguá do Sul deflagraram uma operação contra o tráfico de drogas no município e em Joinville.

Ao todo, 25 agentes cumpriram mandados de prisão temporária e busca e apreensão foram cumpridos nas primeiras horas desta sexta-feira (9). Dois homens foram presos na ação.

A operação contou com o apoio de policiais civis da 15ª DRP (Delegacia Regional de Polícia), da DPCAMI (Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso) de Jaraguá do sul, da Delegacia de Polícia Civil de Corupá e da Delegacia de Homicídios de Joinville.

 

 

Nos bairros Espinheiros e Paranaguamirim, foram cumpridos dois mandados de prisão temporária e cinco mandados de busca e apreensão domiciliar.

Em Jaraguá do Sul, foi cumprido um mandado de busca e apreensão no bairro Parque Malwee.

As prisões e buscas visam colher provas para um inquérito policial conduzido pela DIC de Jaraguá do Sul. Os policiais civis apuram o crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Em novembro de 2020, um adolescente foi encontrado com aproximadamente 19 quilos de maconha em uma residência em Jaraguá do Sul. Após a apreensão do menor e da droga, foi iniciada uma investigação para apurar quem seria os fornecedores do entorpecente.

Foto: DIC Jaraguá do Sul/Divulgação

Os investigadores apuraram que a droga era trazida de Joinville. De acordo com a Polícia Civil, os responsáveis pelo entorpecente movimentavam grandes quantidades de drogas, a partir de um esquema delituoso voltado para a traficância.

Na data de hoje, o principal líder do esquema foi preso em uma residência no bairro Espinheiros, em Joinville. No local, foram apreendidos aparelhos celulares. Os telefones serão encaminhados para a perícia, assim como cerca de R$ 3 mil espécie, fruto do comércio ilícito de drogas.

Foto: DIC Jaraguá do Sul/Divulgação

Outro investigado acabou sendo preso em flagrante pela PM na última terça-feira (6), em Balneário Camboriú. Na ocorrência, ele transportava 25 quilos de maconha. Porém foi dado cumprimento ao mandado de prisão. Ele ainda deve ser indiciado pelo crime de associação para o tráfico.

Outros dois integrantes do grupo criminoso não foram encontrados em nas residências e são considerados foragidos.