A Polícia Civil investiga um caso de suposto assédio a uma estudante de 10 anos em uma das escolas da rede municipal de Balneário Camboriú. O suspeito de cometer o abuso é um funcionário de serviços gerais contratado temporariamente. Ele já foi demitido. O caso teria acontecido no dia 4 de abril. Segundo informações do site Click Camboriú, ao retornarem do intervalo, professores tentaram abrir a porta de uma das salas de aula onde havia entrado o auxiliar de serviços gerais e uma aluna de 10 anos, mas sentiram resistência e desconfiaram. Devido a atitude suspeita, a direção conferiu as imagens das câmeras de monitoramento, que mostram o funcionário fazendo sinais, chamando a aluna para dentro da sala. A menina não quis contar à direção da escola os detalhes do que aconteceu, mas contou para sua mãe, que registrou um boletim de ocorrência.