O 14º Batalhão de Polícia Militar registrou um aumento no número de apreensões de armas na região de Jaraguá do Sul.

Nos primeiros seis meses de 2019, foram recolhidas 35 armas contra 29 no mesmo período do ano passado, um aumento de 20%.

Uma das ocorrências deste tipo foi registrada na tarde de 16 de junho deste ano. A Polícia Militar foi chamada para verificar um caso de disparo de arma de fogo e ameaça na rua Paulina Demathe Picolli, no bairro São Luís.

Um homem de 57 anos foi preso após efetuar três disparos para intimidar o irmão de 47 anos.

Na casa do suspeito foram encontradas duas armas, um revólver calibre .38 e uma espingarda calibre 28, ambas ilegais. O caso foi motivado por uma briga de limite entre propriedades.

 

 

O comandante do 14º BPM, tenente-coronel Márcio Leandro Reisdorfer, destaca que o aumento do número de apreensões de armas foi ocasionado pelo bom trabalho das unidades de Radiopatrulha e das operações realizadas na região.

Outro fator apontado é o trabalho de inteligência feito pela Polícia Militar. A identificação de áreas com maiores índices de criminalidade e o reforço do policiamento ostensivo nestes locais têm gerado ocorrências do tipo.

“Na realidade, se você retira uma arma de circulação, não há como mensurar o que a pessoa deixou de fazer, que tipo de crime a pessoa com um pensamento nefasto deixou de cometer. A pessoa pode não ser mal-intencionada, mas pode usar esse instrumento numa briga ou discussão de trânsito”, destaca.

Reisdorfer destaca que as armas apreendidas evitam o cometimento de crimes graves, como roubos, tentativas de homicídio e homicídios. Essas ocorrências chocam a sociedade pelo emprego da violência e acabam dando mais insegurança para a população.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger