A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Polícia em Siderópolis, concluiu nesta quinta-feira o inquérito policial que apurou as circunstâncias do feminicídio de uma bebê de um ano.

O crime ocorreu na noite de domingo, no bairro Vila Esperança, em Siderópolis. O pai da bebê, Bismark José Cândido, de 25 anos, teria asfixiado a criança enquanto a mãe, Querem da Silva Netto, de 19 anos, teria se omitido.

O pai foi indiciado por feminicídio, tortura, maus-tratos, ameaça, dano ao patrimônio público, desacato e vias de fato.

Já a mãe, além de omissão de socorro, vai responder por tortura e maus-tratos. A Polícia Civil apurou, ainda, que os pais privavam os filhos de alimentação.

Com relação à mãe, a Polícia Civil deduziu que houve prática de maus-tratos, na forma qualificada, pois colocava em perigo as duas crianças na presença de seu marido.

O inquérito policial foi concluído após a Polícia Civil ouvir em depoimento 12 testemunhas e analisar os laudos periciais do Instituto Geral de Perícias (IGP).

O documento foi enviado ao Fórum da Comarca de Criciúma.

Leia também