O 14º BPM (Batalhão de Polícia Militar) divulgou um balanço da Operação Saturação realizada em Schroeder. Na sexta-feira (16), 190 veículos foram parados nas barreiras. Os policiais militares fiscalizaram quatro estabelecimentos comerciais.

Ao todo, 210 pessoas foram a abordadas 17 dos automóveis foram autuados durante a ação.

Um carro foi parado em uma das barreiras e o motorista de 26 anos foi detido.

Ele foi flagrado com dois cigarros de maconha, dois carregadores de pistola e 26 munições calibre 9mm.

 

 

O armamento estava registrado no nome da esposa do abordado. Porém, ele não tinha licença para o manuseio e o transporte.

Foto: 14º BPM/Divulgação

Após ser detido, ele foi encaminhado para a Central Regional de Plantão Policial de Jaraguá do Sul.

O comandante do 14º BPM, tenente-coronel Valdeci Oliveira da Silva, comenta que essa operação foi planejada após a ocorrência de crimes violentos em Schroeder.

Valdeci afirma que esse tipo de delito é incomum no município e que, por isso, tem a atenção especial da unidade.

Ao todo, foram destacados 40 policiais militares e 15 viaturas na operação. Ação contou com a participação de unidades da Radiopatrulha, do Canil, do PPT (Pelotão de Patrulhamento Tático e da Rocam (Rondas Ostensivas com o Apoio de Motocicletas).

Foto: 14º BPM/Divulgação

“A criminalidade acaba migrando de cidades maiores para cidades como Schroeder. Então, nós precisamos da essa atenção para as cidades menores. Nós fizemos um planejamento com o comandante da 2ª Companhia do 14º Batalhão, capitão Edson, e chegamos na conclusão que seria importante fazer a operação neste momento para dar uma resposta para a população”, destaca.

Valdeci destaca que essas ações ajudam a aumentar a sensação de segurança da população.

O objetivo do trabalho dos policiais foi fazer uma presença maciça na cidade e saturar os ambientes. Também foram verificadas situações suspeitas levantadas pela Agência de Inteligência.

O oficial destaca que as ações de saturação são muito importantes na prevenção de crimes, a principal atividade da Polícia Militar.

Foto: Fábio Junkes/OCP News

O tenente-coronel conta que a sensação segurança é abstrata, pois uma pessoa pode se sentir insegura em um ambiente com poucos crimes.

“A atividade ostensiva da Polícia Militar tem como primeira obrigação prevenir o crime. Também é responsável por fazer o controle de ambiente e agir repressivamente quando o crime acontece ou após o ocorrido. Mas o principal é fazer com que o crime não aconteça. Se nada acontece, é porque está dando tudo certo”, frisa.