Em março, quando os primeiros casos de Covid-19 foram confirmados no Brasil e a população passou a adotar medidas de isolamento, acreditava-se que haveria um aumento expressivo nos índices de violência, mas, pelo menos em Jaraguá do Sul, esta suposição não se concretizou.

Mesmo com a pandemia, os números de crimes contra o patrimônio, roubos e furtos, tiveram uma grande diminuição em Jaraguá do Sul no ano de 2020.

De janeiro a outubro de 2020, foram registrados 34 assaltos no município.

O número representa uma diminuição de 29% no número de registros em comparação ao mesmo período do ano passado, quando ocorreram 48 roubos.

Nos furtos, houve uma redução de 34% no índice. Nos primeiros dez meses deste ano, foram registrados 313 ocorrências.

Em 2019, as polícias Civil e Militar anotaram 480 registros do tipo.

O comandante da 12ª Região de Polícia Militar, coronel Amarildo de Assis Alves, destaca a ação conjunta da PM e da Polícia Civil no combate aos crimes patrimoniais.

Ele destaca que as duas polícias nunca estiveram em tanta sintonia no município.

“Essa parceria nos fortalece no combate a esse tipo de violência. O delegado Fabiano dos Santos Silveira é um grande parceiro da nossa instituição. Essa união de esforços acaba nos aproximando do nosso objetivo: trazer mais segurança para a população”, afirma o coronel.

Grandes operações e Rede de Vizinhos

O comandante do 14º BPM (Batalhão de Polícia Militar), tenente-coronel Márcio Leandro Reisdorfer, destaca que uma das ações que buscam impedir a ocorrência deste tipo de crime na cidade são as operações de saturação realizadas em áreas localizadas.

Só neste ano, cinco operações neste estilo foram realizadas.

Reisdorfer reitera que esses índices já estavam caindo no ano passado e que a queda ficou mais acentuada após a aplicação das novas estratégias de policiamento na região.

Outra importante ação foi o aumento de 209% nas adesões do programa Rede de Vizinhos.

“São crimes que preocupam muito a população e, mesmo com as dificuldades impostas pela pandemia, nós estamos conseguindo dar uma resposta efetiva à população de Jaraguá do Sul”, destaca o tenente-coronel.

Investigação qualificada

O delegado regional Fabiano dos Santos Silveira destaca que operações mostram a presença do Estado na cidade.

Aliado a isso, há o trabalho de investigação qualificada feita pela DIC (Divisão de Investigação Criminal), nos roubos, e a SIC (Setor de Investigação Criminal) da Delegacia da Comarca de Jaraguá do Sul, nos furtos.

“Nos casos em que há uma pendência sobre a autoria delitiva, a investigação tem sido feita pelas equipes. Dobramos o efetivo da DIC e esperamos aumentar o efetivo de agentes da SIC com a formação de novos agentes na academia, porque há um grande volume de inquéritos”, explica.

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança