O motociclista Vanderli Link, de 38 anos, que morreu na noite desta sexta-feira (23), na BR-280, na divisa entre Jaraguá do Sul e Corupá, era autônomo, trabalhava como pedreiro e morava com os pais na rua Ernesto Poerner, no bairro Vila Izabel, em Corupá.

Ele deixa enlutados três filhos - dois adolescentes de 15 e 11 anos e uma menina de seis anos do relacionamento com a ex-mulher, os pais, dois irmãos e três sobrinhos. O motociclista está sendo velado no Centro de Velórios União, em Corupá. De acordo com a empresa que presta o serviço funerário, o enterro de Vanderli será realizado às 17h deste sábado, no Cemitério da Vila Izabel.

Vanderli morava com os pais na rua Ernesto Poerner, no bairro Vila Izabel, em Corupá | Foto Reprodução

O acidente envolvendo uma motocicleta e um Fiat Uno de Corupá, além de dois caminhões, um de Palhoça e outro de São Bento do Sul, foi registrado às 20h15 desta sexta-feira (23), no km 77 da rodovia. A ocorrência foi atendida pelos bombeiros voluntários de Corupá, com apoio da Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal.

Conforme o motorista do caminhão Scania de São Bento do Sul, que seguia no sentido Jaraguá do Sul/Corupá, o motociclista fez ultrapassagens e, na curva da divisa dos municípios, bateu na lateral de um caminhão de Palhoça que seguia para Jaraguá do Sul, caiu na frente do Uno e acabou arrastado pelo carro, morrendo no local da ocorrência.

VEJA MAIS:

Urgente: motociclista morre em acidente envolvendo quatro veículos na BR-280

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?