A morte de um motociclista em Jaraguá do Sul causou uma grande comoção nas redes sociais. Anderson Zart, de 31 anos, trabalhava como supervisor de um posto de combustíveis. O corpo de Anderson foi transladado para Caçador, onde o velório será realizado nesta terça-feira (4).

Meu supervisor. Um grande homem que tinha acabado de realizar seu sonho. O homem que me empregou, o homem que, no momento que eu quis desistir de tudo, me aconselhou. O homem que estava lá no trabalho hoje de manhã”, descreveu Jacqueline Capelari.

“Muito triste. Pensa num cara humilde! Meu supervisor tinha acabado de realizar seu sonho. Infelizmente, aconteceu essa fatalidade. Deus o tenha em um bom lugar”, escreveu Edson Costa em, um comentário na fanpage Aconteceu em Jaraguá do Sul.

“O chefe do meu ex-marido. Pense em um rapaz querido. Meus sentimentos a toda família, que Deus conforte, que triste”, afirmou Sonia Correia de Melo, em comentário na fanpage Aconteceu em Jaraguá do Sul.

“Descansa em paz, meu grande amigo. Se foi e deixou muitas felicidades e corações triste. Mais uma rosa da colheita de Deus”, ressaltou Janice Souza, em compartilhamento de notícia do OCP.

Acidente na Reinoldo Rau

O acidente envolvendo a moto pilotada por Zart e um carro aconteceu na tarde desta segunda-feira (3), na rua Reinoldo Rau, no Centro. O Corpo de Bombeiros Voluntários atendeu a ocorrência às 14h39.

Uma testemunha contou para o OCP que dois veículos estavam trafegando na rua Reinoldo Rau pararam para a travessia dos pedestres. A Yamaha XJ6 estava trafegando na terceira faixa e não parou. A moto bateu na lateral de um Volkswagen T-Cross que atravessava a via.

Foto: Fábio Junkes/OCP News

A motorista do T-Cross, de 76 anos, contou para a Polícia Militar que transitava pela rua José Albus e tentava atravessar a Reinoldo Rau. A idosa afirmou aos policiais militares que os dois veículos pararam para que ela pudesse realizar a travessia.

Zart sofreu fraturas expostas no punho esquerdo e na perna esquerda, além de suspeita de fraturas nas costelas e na pélvis. Os bombeiros contaram com o auxílio dos socorristas da Unidade de Suporte Avançado (USA) do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Foto: Fábio Junkes/OCP News

A vítima entrou em parada cardiorrespiratória e as equipes de emergência realizaram manobras de reanimação cardiopulmonar durante cerca de 30 minutos. Apesar dos esforços dos socorristas, a vítima morreu no local.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança