Os bonecos, carros e bolo de aniversário da festa de 6 anos do menino Pietro Matheus Machado já demonstravam o quanto ele ama a Polícia Militar.

Os olhos do garoto brilhavam ao usar a mini farda, quando dois policiais militares da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) chegaram para deixá-lo extasiado de felicidade, no último sábado (22).

A paixão do garoto pela PM surgiu devido aos ensinamentos de seus país, Dirceu e Claudinéia Machado, de 39 e 42 anos, respectivamente.

"Sempre falamos para ele que a polícia é legal, que ajuda e que não precisa ter medo. Nós também assistimos séries de investigação", destaca a mãe do menino.

Há três anos, Pietro ganha uma festa de aniversário com balões, bonecos e bolo temático da polícia, mas Claudinéia esperou ele ficar maior para convidar os policiais à festa.

Duas semanas antes do menino completar seis anos, ela ligou para o 14º Batalhão de Polícia Militar de Jaraguá do Sul e falou sobre a paixão do garoto.

Pietro foi surpreendido pelos soldados do 14º Batalhão de Polícia Militar | Foto Divulgação/14º BPM

O medo dos PMs terem uma ocorrência no momento da festa era grande e Claudinéia não contou para nenhum dos convidados sobre a possível aparição dos homens fardados.

Quando os soldados Rafael de Jesus Miranda e Rossini Gonçalves de Melo apareceram no evento, todos foram surpreendidos. Já Pietro correu para abraçá-los e tocar nas motos da Rocam.

Sonho de se tornar policial

Miranda ficou encantado com a paixão que o menino risonho tem pelos policiais e se surpreendeu quando viu Pietro fardado.

 

 

Ele conta que o garoto mostrou seus brinquedos e enfatizou o sonho de um dia ser policial. "Nós levamos ele na moto e era só alegria. É um menino muito extrovertido, educado e querido. Os pais dele nos agradeceram muito", completa.

"Eu quero agradecer a eles [soldados] por comparecer, serem atenciosos, tirarem fotos e cantarem parabéns. O que eles nos deram de alegria não tem preço. Foi muito bom ver toda a família feliz", declara a mãe de Pietro.

Apesar de dizer que organizar uma festa sempre será estressante para uma mãe, Claudinéia confessa que o sexto aniversário do filho foi o que ela menos se incomodou.

"Ele [Pietro] amou a festa, disse que os policiais são muito legais", destaca.

Quer receber as notícias no WhatsApp?