Um dos envolvidos na morte de um taxista em Guaramirim foi condenado a 31 anos e dois meses de prisão. Bryan Ferdinando Gandolfi, 18 anos, foi acusado pelos crimes de latrocínio e corrupção de menores. A sentença foi proferida pela 2ª Vara Criminal nesta segunda-feira (3).

Miguel Simas, de 54 anos, foi morto a facadas no dia 6 de março deste ano. O táxi que estava sendo utilizado pelo motorista, um Cherry QQ, foi encontrado no dia seguinte nas proximidades da Distribuidora Dequech, na rua Athanasio Rosa, no Centro.

Com a ajuda de dois adolescentes, Bryan matou o taxista com 45 facadas. O trio levou R$ 390 e dois celulares da vítima, recuperados durante a prisão. O corpo foi desovado em um arrozal no interior de Guaramirim.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):