Na noite de quinta-feira (26), uma lanchonete de Timbó, no Vale do Itajaí, teve o prejuízo de R$ 400 após cair em um golpe. O estabelecimento recebeu uma ligação de um homem que se identificou como tenente da Polícia Militar.

O suposto cliente se identificou como tenente coronel Farias e chegou a fazer um pedido de lanches para serem levados até o quartel da PM. O homem ainda solicitou o contato do entregador para combinar uma senha na hora que os lanches fossem entregues.

Depois de um tempo o mesmo cliente ligou novamente para a lanchonete e pediu que alguém do estabelecimento fizesse recargas nos telefones do batalhão, pois os mesmos estavam sem internet. Um funcionário foi até um posto de combustíveis e gastou R$ 400 em recargas para três números com DDD do Mato Grosso do Sul.

Em seguida o entregador se deslocou até o endereço indicado, mas quando chegou no local não encontrou ninguém. A Polícia Militar então foi acionada e apreendeu os comprovantes de recarga e também coletou informações sobre a conversa entre o entregador e o golpista.

Golpe aplicado na região

O golpe está sendo aplicado em diversas cidades do Vale do Itajaí. Dois casos também foram registrados em Gaspar, mas segundo o comandante do batalhão, major Pedro Carlos Machado Júnior, em nenhum dos casos os entregadores chegaram a fazer recarga para os telefones.

O comandante alerta ainda que a corporação não solicita que pessoas façam recargas de telefones e orienta que na dúvida os estabelecimentos entrem em contato com o batalhão da cidade para confirmar as informações.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp