Um caso que chocou Jaraguá do Sul ganhou um novo capítulo. A família do locador que invadiu uma casa para agredir as inquilinas entrou em contato com a reportagem do OCP para trazer novas informações. O familiares do homem de 53 anos acreditam que ele foi incentivado a atacar os inquilinos pela companheira por causa de ciúmes.

O filho teve acesso ao aparelho celular do pai na quarta-feira (2). Ele viu as mensagens trocadas com a companheira antes de ir até a residência no bairro Rio da Luz para realizar o ataque contra a mulher de 49 anos, a filha gestante de 19, o filho de 12 e a neta de dois.

“Ficou evidente que o motivo real da briga não foi o aluguel, até porque ela só estava com um mês atrasado. Outros inquilinos ficaram meses devendo e meu pai nunca foi cobrar de maneira agressiva. Eu já desconfiei que havia algo por trás, pois a inquilina relata que a companheira dele estava lá. Por que ele iria levar ela para cobrar o aluguel aquela hora da noite?”, indaga o filho.

 

 

O celular estava com a mãe do locador, dona da residência em que houve a invasão pelo homem seguida de tentativa de homicídio. Ao abrir o celular para responder pessoas preocupadas com o estado de saúde do pai, o filho viu a troca de mensagens entre domingo e segunda-feira (31), dia da ocorrência.

“Fica nítido a obsessão e o ciúme dela por ele. Ela acaba pedindo pra ele ir até o imóvel para expulsar a inquilina. Ela estava suspeitando que ele tinha um caso com essa inquilina, que estava sendo traída pela inquilina. Nas conversas, fica bem claro que ela ficou chantageando, induzindo ele para ir lá, tomar essa satisfação e expulsar a locatária da casa”, frisa.

De acordo com o filho, a companheira ameaça deixar o pai caso ele não tome alguma atitude. Apesar dele não querer ir num primeiro momento, ela continua a insistir na ideia. Durante a tarde de segunda, os dois trocam diversas mensagens para combinar a ida até a residência e acabam seguindo até o local.

“O meu pai não é uma pessoa violenta. Acho que ela chegou a incentivar ele a beber para tomar coragem de fazer isso. Em sã consciência, eu tenho certeza que ele não cometeria uma barbárie dessas. Como ele está em coma na UTI, o meu intuito é mostrar para a sociedade que, apesar do que aconteceu, o meu pai não é uma pessoa de má índole. De alguma maneira, ele foi induzido a cometer essa agressão e o ato tomou essa proporção que ninguém imaginava que poderia acontecer”, destaca, ao ressaltar que o celular seria entregue para a Polícia Civil.

Relembre o caso

Por volta das 21h30 de segunda, o locador jogou o veículo contra uma cerca da casa alugada. Depois, arrombou a porta de entrada e deu um dos quartos. Ao começar as agressões contra a inquilina, ele foi atingido por marteladas e facadas pelas vítimas.

Durante a confusão, o homem chegou a acertar uma martelada na barriga da gestante. Muito ferido, o agressor fugiu do local e foi encontrado em uma área de mata nas proximidades da casa onde mora, no bairro Jaraguá Esquerdo.

Ele foi socorrido e encaminhado em estado grave pelos bombeiros para o Hospital São José, onde permanece internado. A grávida também foi levada para o hospital, mas, segundo a família, passa bem.

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre segurança pública da região (acidentes de trânsito, ações policiais):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança