A DFR (Divisão de Furtos e Roubos) e a DIC (Divisão de Investigação Criminal) da Polícia Civil em Jaraguá do Sul podem receber um aumento de 50% no efetivo.

O reforço será possível após anúncio da próxima turma de escrivães e agentes pelo governador Carlos Moisés, no segundo semestre de 2019.

O delegado regional Fabiano dos Santos Silveira destaca que as duas divisões de investigação especializada têm obtido ótimos resultados, apesar de terem equipes pequenas.

A DFR e a DIC, comandadas pelos delegados Leandro Mioto e Daniel Dias, respectivamente, contam com quatro investigadores cada.

 

 

Silveira fez parte da Delegacia de Homicídios de Joinville e ressalta a importância da investigação criminal especializada para o combate ao tráfico de drogas e resolução de crimes como assassinatos roubos, furtos e fraudes.

Para ele, a DFR e a DIC precisam do auxílio de pelo menos dois agentes ou escrivães cada. 

“A gente tem que reconhecer o esforço da DIC e da Divisão de Furtos e Roubos. As duas têm quatro investigadores cada e é muito pouco para a região. Só Jaraguá do Sul tem 170 mil habitantes e esse efetivo é muito pouco. A gente vai brigar na Delegacia-geral para vir o máximo de agentes”, explica.

As delegacias da região de Jaraguá do Sul devem perder agentes por causa das aposentadorias e há uma preocupação na reposição dos policiais.

Além da vinda de novos policiais civis, o delegado regional vai buscar fazer mudanças no efetivo já existente nas unidades e investimentos na inteligência policial. 

Delegado regional aponta a necessidade de reforço das divisões de investigação especializada | Foto: Fábio Junkes/OCP News

O delegado regional relata que já conhecia os comandantes da PM na região, o tenente-coronel Márcio Leandro Reisdorfer, do 14º Batalhão de Polícia Militar, o coronel Amarildo de Assis Alves, da 12ª Região de Polícia Militar, por suas atuações em Joinville.

A ideia é manter a parceria que as duas polícias já possuem em Jaraguá do Sul. 

“Foi uma grata satisfação ter contato com os colegas delegados e com os comandantes da PM aqui na região. O que a gente vê é um esforço sobre-humano dos efetivos das polícias Civil e Militar para manter os bons índices que nós temos", avalia.

Conforme Silveira, existe uma integração, uma troca de informações muito grande entre as forças de segurança.

 

Atenção para Guaramirim 

A Delegacia da Comarca de Guaramirim também deve receber atenção do delegado regional na distribuição do efetivo na região.

Considerado um ponto estratégico para a segurança da área da 15ª Delegacia Regional de Polícia (DRP), a cidade é cortada por duas rodovias, a BR-280 e a SC-108. 

“No meu ponto de vista, Guaramirim é a porta de entrada do nosso vale. A segurança pública não se limita apenas a Jaraguá do Sul e isso já é feito no âmbito da Polícia Militar. Desde o início da sua gestão, o tenente-coronel Reisdorfer tem dado uma atenção para a cidade e a Polícia Civil vai andar no mesmo passo”, reflete. 

 

Novo delegado 

A Polícia Civil realizou a convocação de novos delegados no primeiro semestre de 2019. De acordo com Silveira, pelo menos um dos recém nomeados deve ser enviado para atuar área da 15º DRP.

O delegado regional acredita que o ideal é que a região recebesse dois novos dirigentes para o setor. 

“Poderá ser um delegado desses novos ou algum vindo de um remanejamento. Às vezes, um vai para o Oeste e outro com mais experiência vem para cá. O nosso efetivo precisava que viessem pelo menos dois delegados, mas a gente tem que ter o pé no chão”, destaca. 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger