A notícia da morte do comerciante Sergio Antonio Costa, 59 anos, comoveu a população de Jaraguá do Sul e região neste fim de semana.

Dono de um mercado, ele foi morto com um tiro no rosto no bairro Santo Antônio, na noite de sábado (14), em um crime bárbaro que chocou a comunidade local.

LEIA MAIS:

Comerciante é vítima do terceiro homicídio de 2018 em Jaraguá do Sul

A morte é investigada pela Polícia Civil, mas a suspeita inicial é de latrocínio. Até a última atualização da Polícia Civil, às 10h deste domingo, o autor do crime não havia sido encontrado.

Velório e enterro da vítima acontecem em Nereu Ramos

Sergio deixa enlutados a mulher, dois filhos e centenas de amigos e conhecidos na região onde morava e tinha seu comércio local.

O velório dele ocorre a partir das 15h deste domingo, na Capela de Nereu Ramos, em Jaraguá do Sul. Conforme o serviço funerário, o sepultamento será realizado na segunda-feira (16), às 9h, no cemitério da mesma localidade.

Mensagens lamentando a morte de Sergio se multiplicam nas redes sociais

A triste notícia da morte do comerciante pegou familiares, amigos e conhecidos de surpresa. Sergio é descrito como um homem do bem e um exemplo de pai de família.

"Só Deus, ainda estou em choque", disse Ana Lucia, a mulher de Sergio, no início desta manhã.

"O momento é de dor e não há palavras que trarão consolo, mas existe um Deus maravilhoso que cuida de tudo. Senhor, meu Deus, acalme os corações dessa família e de todos os entristecidos e que com certeza o Sérgio esteja descansando em ti Senhor, enquanto aguarda a vinda do nosso Cristo Salvador! Amém", comentou Silmara Gonçalves.

"Descanse em paz, meu amigo", disse Valdinei Keller Demathé.

"Sentiremos a sua falta Sérgio... Que a justiça seja feita", pediu Nayara Knob.

"Não acredito que perdemos um homem bom. Agora quem irá contar piadas ficar até tarde.... Poxa, não consigo acreditar nisso.. Que mundo é esse? Que Deus conforte a família do grande Serjãoo. Vamos sentir muito sua falta.....",  comentou Leonardo Oliveira.

"Que isso!! Conhecia ele muito bem, encontrei ele na rua essa semana e cumprimentei ele. Conhecia ele desde pequeno. Juntamente com os amigos, vez ou outra conversávamos com ele. Moro há quase 18 anos aqui ele veio morar mais ou menos na mesma época! Que as forças maiores confortem a família dele, os filhos. Muito triste, nosso amigo Sergio, pai do Gui", disse Eduardo Stipp Sarturi.

Crime violento chamou atenção da comunidade

Neste momento de dor, as pessoas também buscam uma resposta para o crime e pedem que a justiça seja feita o mais rápido. Lamentam o fato de que um trabalhador foi vítima de uma crueldade na cidade.

"Seu Sérgio, alguns o chamavam de irmão Sérgio, um homem do bem que tinha seu pequeno comércio pra tirar o sustento da família. Aí vem esses vagabundos e tiram a vida de um pai de família, revoltante isso", Ivanete Inês.

"Que a justiça seja feita", pediu Crislayne Prado.

"Meu deus, uma pessoa do bem. Um senhor simples que morreu sem poder se defender. Triste, muito triste. Bem em frente de casa isso, não dá pra acreditar... O bairro tá terrível, não dá pra olhar nem pro lado, tô em choque", disse Jessica Patricia Do Prado.

"Órgãos de segurança do município tem que dar uma resposta logo pra sociedade, como ainda tem tanta arma de fogo circulando em nosso município?", questionou Sergio Cardoso.

"Sentimentos à família, muita crueldade", lamentou Iracema Morbis Tomaselli.

"Que a polícia faça o seu melhor e pegue os miseráveis que tiraram a vida de um pai de família", Eliete Souza.

"Cadê a nossa cidade pacata? Voou pro espaço!!!", afirmou Tania Souza.

"Mais um trabalhador vítima de bandidos, meus sentimentos à família", lamentou Cristiane Gadotti Weiler.

"Muito triste, pessoas de bem. Que Deus dê forças pra minha colega de trabalho e amiga Ana Lúcia e pra seus filhos!! Espero que a polícia consiga descobrir e prender esse assassino!", disse Jaky Wosniak.

O que a polícia sabe sobre o crime

Sergio era dono do Mercado Costa, localizado na rua Hercilio Anacleto Garcia, mesma rua onde ocorreu o assassinato.

Relatos apontam que, após atirar contra a vítima em via pública, o suspeito do crime fugiu em um Fiat Palio. Segundo a PM, o veículo foi abandonado na rua Sizino Garcia, na divisa com o bairro Três Rios do Norte. Os ocupantes do veículo - suspeita-se que eram dois homens - fugiram a pé para uma área de mata, mas não foram localizados.

Até o início desta madrugada, a carteira com documentos do homem morto não havia sido encontrada no local do crime. A Polícia Civil acredita na hipótese de latrocínio - roubo seguido de morte. Sergio não tem passagens policiais.

Informações que ajudem nas investigações devem ser passadas para a Polícia Civil no 181 ou para a Polícia Militar no 190.