Na última sexta-feira (26) um casal descobriu que tiveram seus bebês trocados na maternidade do Hospital de Urgências de Trindade, em Goiás, na hora do parto.

A troca dos bebês foi comprovada pelo exame de DNA feitos com os bebês após 18 dias. A desconfiança surgiu pela falta de semelhança de um bebê com o casal que realizou o exame.

Após investigações, a Polícia Civil descobriu que os bebes foram vestidos com as roupas um do outro após o banho dado por uma funcionária da maternidade. Agora, a delegada Renata Vieira procura o momento que toda a confusão começou.

De acordo com a delegada, apesar dos bebês de Pauliana Maciel Aguiar de Sousa e Aline de Fátima Bueno Alves terem sido identificados corretamente nas pulseiras, eles foram vestidos com as roupas trocadas após o banho.

Ao ser levado para a enfermaria, o bebê colocado ao lado de Aline vestia a roupa escolhida por ela, no entanto se tratava do filho da Pauliana. O mesmo erro ocorreu com o recém-nascido da outra mãe.

“O bebê da Pauliana estava com a roupa do bebê da Aline [e vice-versa], mas a identificação do bebê na pulseira estava certa, só que do lado da mãe errada. A pessoa que foi responsável pelo banho levou essas crianças para o quarto e acabou entregando as crianças para a mãe errada, mesmo a pulseira estando escrito de quem era o bebê”, contou a delegada.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger