Os casais que tiveram os bebês trocados em um hospital de Trindade, na Região Metropolitana de Goiânia, decidiram morar juntos na casa de um deles até que seja divulgado o resultado do exame de DNA que vai determinar a paternidade de cada criança. O material genético foi colhido nesta segunda-feira (29).

Os bebês nasceram no dia 9 de julho, no Hospital de Urgências de Trindade (Hutrin), com poucos minutos de diferença. A desconfiança surgiu após um dos pais, Genésio Vieira de Sousa, perceber que o bebê nasceu com olhos azuis e com a pele mais clara que a deles.

Eles aguardam a realização de um novo exame de DNA, que será feito com os pais e os dois bebês. Até o resultado sair, Murillo e Aline vão morar na casa de Pauliana.

Com informações do G1

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger