A Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil em Jaraguá do Sul continua a investigar uma tentativa de homicídio ocorrida no bairro Vieira, no dia 21 de julho.

Um homem de 28 anos foi baleado durante um acampamento nas proximidades da rua Gustavo Lessmann.

O delegado titular da DIC, Daniel Dias, explica que o crime é complexo, pois aconteceu em uma área de mata, em um local ermo e escuro.

“A vítima não está podendo auxiliar com muitas informações. Ela não viu nada, não conhece a pessoa, disse que não se lembra bem dos fatos e só ouviu o disparo que a acertou”, destaca.

 

 

Além da identidade do homem que disparou contra Cleverton Castro, ainda falta definir qual foi a motivação da tentativa de homicídio.

De acordo com Dias, outro complicador da investigação está na identificação da arma utilizada no crime, se foi uma espingarda ou mesmo um revólver de baixo calibre.

“Infelizmente, os projéteis de chumbo ainda estão dentro do corpo da vítima. Por enquanto, os médicos entenderam que é melhor não realizar a retirada. Então, a gente tem dificuldade em dizer qual o calibre da arma e em qual contexto ocorreram os disparos”, comenta.

Alguns suspeitos ligados ao local do crime foram interrogados pelos policiais civis, mas negaram ter envolvimento na tentativa de homicídio.

Testemunhas também foram ouvidas e outras pessoas intimadas ainda devem dar depoimentos sobre o dia do crime.

Cleverton continua internado no Hospital São José, mas não corre risco de morte. Ele quebrou uma das costelas e teve um dos pulmões perfurado. A cirurgia para a retirada dos projéteis ainda será marcada.

Informações sobre o crime podem ser repassadas pelo Disque Denúncia da Polícia Civil, através do número 181, ou na Delegacia da Comarca de Jaraguá do Sul, pelo telefone (47) 3371-0123.

Disparos na madrugada

Quatro jovens estavam acampados na área de mata, quando ouviram barulhos. Cleverton pegou um facão e foi verificar o que ocorreu.

Uma das vítimas, de 25 anos, disse aos policiais militares que o atirador chegou com uma lanterna e gritou para todos saírem do local.

De repente, fogos foram estourados. Em seguida, tiros foram ouvidos e os três rapazes fugiram. Moradores do Morro do Lessmann, como a localidade é conhecida, contam que ouviram os disparos.

Durante a fuga do local, o grupo percebeu que Cleverton foi baleado. Eles foram até um ponto de ônibus e chamaram o socorro.

O homem baleado foi atendido pelos socorristas do Corpo de Bombeiros Voluntários e levado para o hospital.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger