Foto: Reprodução Facebook/OCP News

Foto: Reprodução Facebook/OCP News

O Instituto Geral de Perícias (IGP) finalizou, na tarde desta quinta-feira (9), o relatório sobre a morte de Andreia Campos Araújo, 28 anos. De acordo com a análise final feita pelo médico-legal, a causa da morte da vítima foi asfixia mecânica.

De acordo com o laudo, Marcelo Kroin, 38 anos, teria sufocado a companheira até a morte na madrugada do dia 5 de agosto. O laudo também aponta que haviam marcas de espancamento e um trauma no crânio da vítima.

A causa da morte vai contra a versão dada no depoimento de Marcelo. Ele afirmou para a Polícia Civil que havia dado um soco em Andreia. Depois, ela havia batido com a cabeça na parede e caído no chão.

Até o fechamento da reportagem, o delegado Carlos Alberto Cilião Crippa, que preside o inquérito, não havia sido encontrado para comentar o caso.