Imagem JusBrasil/Divulgação
Imagem JusBrasil/Divulgação

Resumo da notícia:

  • Um homem foi condenado a 30 anos de prisão por latrocínio
  • O crime ocorreu em Ponte Serrada, no Oeste catarinense
  • A vítima, um idoso com necessidades especiais, foi asfixiada até a morte
  • Após o crime, o homem furtou o celular da vítima e mais R$ 100 em espécie

 

Um homem foi condenado a 30 anos de reclusão, em regime fechado, pelo crime de latrocínio, ocorrido na madrugada de 7 de agosto de 2019, em Ponte Serrada, no Oeste catarinense.

A vítima, um idoso com necessidades especiais, foi asfixiada por esganadura até a morte. O réu levou um celular - avaliado em R$ 320 - e mais R$ 100 em espécie.

 

 

No decorrer do processo, foi constatado que a vítima e o agressor se encontraram em um bar onde o acusado propôs que bebessem juntos em outro lugar.

Os dois foram até as antigas instalações de uma empresa de laticínios, às margens da BR-282. Depois da luta corporal, o autor do crime usou as mãos para apertar o pescoço do idoso até deixá-lo sem vida.

Na sequência, o agressor tentou disfarçar o crime, dispondo corpo da vítima sobre um tapume, como se dormisse, e colocando um cobertor por cima. Ele passou a noite em uma sala ao lado, no mesmo prédio.

Investigação

Mas no dia seguinte, o homem se envolveu em uma briga e, quando a polícia atendia a ocorrência, ele acusou o outro envolvido de ter assassinado uma pessoa e deixado o corpo na empresa abandonada.

No entanto, as investigações realizadas pela Polícia Civil levaram o acusado a confessar o crime. Ainda cabe recurso da sentença.

Fonte: TJSC.

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança