A Polícia Civil, através da Delegacia de Repressão a Crimes Ambientais (DRCA) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCSC), deflagrou na manhã desta terça-feira (24) a Operação “Entulho” para o cumprimento de 14 mandados de busca e apreensão e seis mandados de prisão, sendo 5 prisões preventivas e 1 prisão temporária, todas em Florianópolis.

Os mandados são decorrentes de investigações que apuram crimes de associação criminosa, corrupção, construção irregular, furto de energia elétrica e desobediência a decisão administrativa de embargo de obras, todos relacionados à ocupação indevida do solo e danos ao meio ambiente urbano na Capital.

As ocupações e construções ilegais somente ocorrem por que, via de regra, há facilitação por parte de servidores públicos e agentes políticos, os quais alimentam um círculo vicioso de corrupção e favorecimento aos construtores civis.

 

 

Mesmo cientes dos embargos às obras e das ordens de demolição decretadas, os construtores ilegais insistem na continuidade da atividade criminosa, gerando prejuízos ao meio ambiente e aumentando os problemas sociais e de segurança pública nas regiões irregularmente ocupadas e na cidade de forma geral, especialmente no norte da Ilha de SC, na Capital.

A comunidade pode denunciar as situações ilícitas de forma anônima, por meio do Disque-Denúncia 181, da Polícia Civil.

Participaram da operação cerca de 70 policiais civis, entre integrantes das Delegacias de Polícia Especializadas da DEIC/PCSC e policiais civis alunos do curso de formação da Academia da Polícia Civil (Acadepol/PCSC).