Passados 20 dias desde a prorrogação das obras de recuperação da SC-108, na Vila Freitas, em Guaramirim, os trabalhos seguem dentro do cronograma previsto. A data de entrega estimada é 27 de dezembro.

Segundo a Secretaria de Estado da Defesa Civil, a base da obra já está feita e agora está sendo levantado o muro de gabião, que vai fazer a contenção da encosta.

A obra teve o prazo de entrega prorrogado em 45 dias por causa das chuvas. Até o momento, a Defesa Civil estadual não recebeu novo pedido da empresa para prorrogar novamente.

No entanto, por ser uma obra delicada e com riscos de deslizamento, o retorno das chuvas, e em grande volume, pode alterar novamente os prazos, já que é preciso trabalhar com segurança.

Nesta terça-feira (26), duas máquinas e quatro caminhões trabalhavam no local. Segundo técnicos da Defesa Civil, se o tempo melhorar, a previsão é que em duas semanas a parte debaixo do morro seja concluída, com a instalação da estrutura.

Veja as fotos

Recuperação da SC-108, em Guaramirim | Foto Fábio Junkes/OCP News

Recuperação da SC-108, em Guaramirim | Foto Fábio Junkes/OCP News

Recuperação da SC-108, em Guaramirim | Foto Fábio Junkes/OCP News

Prefeitura levanta número de famílias para receber casa

O diretor da Defesa Civil de Guaramirim Ezequiel de Souza informa que o Município está trabalhando no levantamento das famílias que poderão receber kits de casas modulares, da Secretaria de Estado da Defesa Civil.

“A Defesa Civil do Estado sinalizou positivamente com os kits, nós temos que trabalhar agora para ver quais são as famílias que se encaixam nos critérios exigidos na normativa deles”, diz Souza.

Os kits vão atender as famílias que ficaram desabrigadas ou desalojadas por causa do deslizamento na SC-108, em fevereiro deste ano. Para ter direito ao kit, a família não pode ter outro imóvel no nome e ganhar até no máximo cinco salários mínimos.

A triagem deve ficar pronta até a próxima semana, estima o diretor. Em seguida, o levantamento é enviado ao Estado, pedindo o número necessário de kits. Um termo de compromisso é assinado entre a Prefeitura e o Estado.

Como contrapartida pelos kits, a Prefeitura terá que fazer algumas obras de benfeitorias, como esgoto sanitário, além de aprovação de loteamento, emitir decretos, entre outras medidas. O município tem 90 dias para cumprir com a contrapartida.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger