Foto Fábio Junkes/OCP News
Foto Fábio Junkes/OCP News

As obras de recuperação da pista da SC-108, interditada desde o fim do mês passado, devem custar cerca de R$ 1 milhão, com recursos do fundo de manutenção das rodovias, segundo informa o superintendente regional do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), Ademir Machado.

O valor é referente apenas à recuperação da pista, que deve levar até 60 dias. O Deinfra e a Defesa Civil estão elaborando um projeto para recuperação e reforço da área, que teve que ser evacuada por risco de novos deslizamentos. Este projeto deve ser elaborado até abril.

 

 

O deputado estadual Vicente Caropreso (PSDB) foi responsável pela organização de uma reunião entre os prefeitos da região e o governador Carlos Moisés, em fevereiro. Na semana passada, o laudo geotécnico foi concluído, indicando que a área ainda está com sinais de movimentações.

"Não é uma questão simples, tem casas acima e abaixo do local que podem sofrer o efeito de um novo desmoronamento, é uma área instável", afirma o parlamentar.

Nesta sexta-feira, Caropreso terá uma reunião com o secretário de Infraestrutura do Estado sobre as rodovias estaduais.

Na terça-feira(6), o Prefeito de Guaramirim, Luís Antônio Chiodini, alertou que se o governo do Estado não deixar claro o que será feito com a rodovia, com prazos, valores e recursos, o município deve bloquear a rua Izídio Carlos Peixer no começo da próxima semana. Segundo o prefeito, o governo tem de oferecer soluções para o problema.

A rodovia está interditada desde o dia 19, prejudicando o transporte de cargas e de passageiros, assim como o comércio local.

Vias do interior têm sido usadas como alternativa, mas não possuem capacidade para lidar com tráfego intenso que resultou da mudança.

Segundo Chiodini, cerca de seis pontilhões na zona rural de Guaramirim se encontram sob tensão com a passagem de caminhões.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?