A Prefeitura de Blumenau entrou em um acordo com a BluMob, concessionária responsável pelo transporte coletivo na cidade, para repassar um valor de R$ 5 milhões à empresa. A medida busca minimizar os prejuízos causados pela pandemia do coronavírus na operação do serviço, que nos últimos cinco meses funcionou apenas 34 dias.

O acerto ocorreu em reunião realizada nesta quarta-feira (2), onde ambas as partes discutiram o assunto. Também participaram do encontro representantes da Agência Intermunicipal de Regulação do Médio Vale do Itajaí (Agir) e do Sindetranscol, sindicato que representa os trabalhadores do transporte coletivo de Blumenau.

Segundo informações transmitidas pela concessionária, que buscou na Justiça o ressarcimento dos valores não arrecadados durante a pandemia, o juiz Raphael de Oliveira e Silva Borges, da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Blumenau, expediu uma decisão em que o Município deveria em um prazo de 30 dias, juntamente com a empresa, buscar uma solução definitiva para que os ônibus voltem a circular dentro da normalidade possível.

Apesar de estimativas apontarem uma queda de arrecadação que pode chegar a R$ 175 milhões neste ano, a Prefeitura de Blumenau se comprometeu em transferir o valor acordado em duas parcelas de R$ 2,5 milhões. Para tanto, um projeto de lei que autoriza a operação financeira deverá ser encaminhado para análise e aprovação da Câmara de Vereadores.

A sugestão do Município é que este montante seja destinado para o pagamento de salários dos colaboradores da empresa, tendo em vista que motoristas, cobradores e demais funcionários foram bastante prejudicados com a suspensão do serviço.

Por sua vez, a Blumob estudará a ampliação de horários do transporte coletivo, que vem funcionando apenas de segunda a sexta-feira, exceto feriados, em três períodos: das 5h30 às 8h30; 11h30 às 14h30; e 16h30 às 19h30.

Retorno do transporte coletivo

A Prefeitura de Blumenau retomou o transporte coletivo no dia 25 de agosto. Durante a primeira semana, os ônibus transportaram 57.977 passageiros, com uma média diária de 11.595 usuários. O dado representa 11,5% da média diária que era registrada antes da pandemia. O resultado, de acordo com a concessionária, é insuficiente para cobrir a totalidade dos custos da operação.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Telegram Jaraguá do Sul