Faltas em consultas odontológicas preocupa a Secretária de Saúde | Foto Eduardo Montecino/OCP News
Faltas em consultas odontológicas preocupa a Secretária de Saúde | Foto Eduardo Montecino/OCP News

As unidades da rede municipal de saúde em Jaraguá do Sul trabalham com sistema de agendamento para facilitar o atendimento à população, mas as ausências em consultas preocupa a Secretária Municipal da Saúde.

De janeiro até a primeira quinzena de maio deste ano, houve um registro de 3.885 faltas em consultas odontológicas, o que representa 25,49% do total das 15.236 vagas ofertadas nesse período. Considerando a ausência por segmento, foram registradas 2.617 faltas de adultos (25,49%) e 1.268 de crianças (24,81%).

 

 

A gerente de Atenção Básica Silvia Regina Curty, destaca que as ausências causam um prejuízo para a administração pública, pois o profissional odontológico recebe a hora de trabalho mesmo sem o comparecimento do paciente.

Além disso, segundo Silvia, a falta prejudica o próprio paciente, que volta para a fila de primeiro atendimento e não dá sequência no tratamento em tempo recomendado. "O que seria uma simples limpeza e profilaxia pode acabar se tornando uma extração", enfatiza.

Silvia destaca que em caso de necessidade extrema, o paciente deve entrar em contato com a unidade de saúde e informar a impossibilidade de comparecer, com pelo menos um dia de antecedência. "A comunidade fica com a falsa percepção que as filas são causadas por falta de atendimento", indaga.

A gerente diz que a Central de Regulação entra em contato com o paciente para ofertar a vaga. Ela orienta que o paciente pode optar por outras datas oferecidas ou adiar para outro momento melhor.

Consultas remarcadas

A estudante do curso técnico em Vestuário, Pâmela Cordeiro, 25 anos, teve sua consulta remarcada no começo do ano e está esperando há seis meses a primeira consulta odontológica. E esse não foi o primeiro caso que aconteceu em sua família.

Remarcaram a consulta do marido dela um dia antes que ele iria no dentista. Dois dias mais tarde, adiaram novamente, pois o profissional de saúde estava de atestado. "Não temos como pagar uma consulta particular, por isso temos que aceitar os agendamentos do SUS", relata Pâmela.

Como seu filho tinha um atendimento odontológico marcado para às 10h30, Tainá Gluckesberg, de 24 anos, pegou folga na parte da manhã de seu trabalho como professora. Por volta das 9 horas do dia da consulta, uma ligação da Secretaria de Saúde avisou que a consulta foi reagendada para o período vespertino, deixando Tainá indignada.

Número das consultas odontológicas em Jaraguá do Sul

Agendamentos: 15.236
Faltas: 3.885 (25,49%)
Ausências de adultos: 2.617 (25,84%) de 10.126
Ausências de crianças: 1.268 (24,81%) de 5.110