Além de proprietário da rede de lojas Havan, o empresário Luciano Hang também é dono de declarações polêmicas, pelas quais tem chamado a atenção no noticiário, inclusive da imprensa nacional.

Nesta sexta-feira (21), a BBC News Brasil publicou uma entrevista com Hang. Entre outros assuntos, o empresário falou sobre a repercussão que tem ganhado na internet, com vídeos bem humorados que entram na onda da brincadeira do apelido que ganhou nas redes sociais de "véio da Havan".

"Eu acho o máximo. Sempre digo que nós, de um limão, fizemos uma limonada. Qualquer problema que a gente encontra, a gente reverte, porque nós adoramos marketing. Eu vivo 24 horas pensando em propaganda", diz o empresário.

Ao repercutir outra de suas declarações - de que no Brasil as pessoas acreditam que quem ganha dinheiro vira um pessoa má e isso seria parte da cultura do país -, Hang diz que quer mudar esse ponto de vista.

" Tom Jobim dizia que fazer sucesso no Brasil é uma ofensa pessoal. Foi criado esse estigma de que o coitadinho, o tadinho, que Deus quis assim, o conformismo. E nós temos que criar uma outra cultura", afirma.

O empresário critica quem afirma que rico não fica feliz ao ver pobre andar de avião e chama de "demente" a pessoa que publica na internet declarações como a de que os aeroportos hoje se parecem com rodoviárias.

"Isso é aquela pessoa que é demente, aquela pessoa que está errada, não é a maioria. Tenho certeza que todo mundo fica feliz com a felicidade dos outros", alega. E continua:

"Tem que ficar feliz quando alguém sai do zero e se transforma em alguma coisa. Nós temos que bater palma quando alguém compra um avião, quando alguém compra um iate, um apartamento, um helicóptero, um carro novo, uma casa nova", declara.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?