O Ministério da Saúde assinou na terça-feira (7) o primeiro contrato com duas empresas que vão fabricar ventiladores pulmonares (respiradores) para aumentar a capacidade de atendimento de pacientes nos hospitais do Pais durante a pandemia do novo coronavírus.

Numa parceria firmada entre a empresa Magnamed e a montadora Flextronics, as duas com sede em SP, serão produzidos mais de 6 mil ventiladores pulmonares até agosto, com previsão de 2 mil aparelhos no primeiro mês.

Em coletiva do ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e equipe, no fim da tarde desta quarta-feira (8) foi comunicado oficialmente sobre o contrato com as duas empresas para a fabricação dos respiradores e destacada a necessidade de parcerias para que outras empresas possam fabricar este equipamentos. Entre estas a empresa WEG, de Jaraguá do Sul que já se disponibilizou a produzir um modelo alemão de respirador para o governo federal, mas que ainda aguarda liberação.

 

Veja também:

WEG vai fabricar respiradores artificiais para pacientes com Covid-19

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul