O governador Carlos Moisés (sem partido) convocou uma reunião de emergência na manhã desta quinta-feira (9) para tratar da crise de desabastecimento em Santa Catarina. O encontro foi realizado no hangar do aeroporto de Florianópolis, minutos antes do embarque para Lages, onde cumpre agenda já programada.

Na reunião estavam o secretário da Casa Civil, Eron Giordani; o procurador-geral do Estado, Alissm de Bom de Souiza; o secretário de Desenvolvimento Econômico, Luciano Bulligon; o comandante da Polícia Militar de SC; Dionei Tonet; e o comandante do Corpo de Bombeiros, Charles Alexandre Vieira.

A prioridade é manter os serviços de saúde pública. Um decreto será publicado ainda nesta quinta-feira para que os veículos da saúde tenham prioridade no acesso aos, em especial para o enfrentamento à pandemia e a continuidade da campanha de imunização.

 

 

Nesta manhã de quinta, a passagem de caminhões estava bloqueada em cinco rodovias federais e uma estadual. Já há postos de combustíveis que já estão sem gasolina. Em várias cidades do estado motoristas enfrentam longas filas para abastecer e alguns ficaram sem o combustível.

Os caminhoneiros também bloquearam rodovias em outros 14 estados do país, segundo informa o Ministério de Infraestrutura: Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás, Bahia, Minas Gerais, Tocantins, Rio de Janeiro, Rondônia, Maranhão, Roraima, São Paulo e Pará.