Em entrevista ao Domingo Espetacular, da Record, na noite de domingo (3), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) deixou claro que sua permanência no PSL está por um fio.

Na entrevista ele disse que a chance de sair da sigla é de 80% e 90% é certo de que irá fundar outro partido.

Durante a entrevista, o presidente mais uma vez criticou a TV Globo pela exibição de uma reportagem no Jornal Nacional em que a emissora revelou que o nome dele estaria associado às investigações do assassinato de Marielle Franco.

Na semana passada, Bolsonaro já havia feito uma live em seu Facebook revoltado com a emissora e falou no domingo sobre o assunto na entrevista exclusiva para a Record TV.

“Porque não pode uma emissora de televisão, como a Globo, jogar um balde de coisa suja em cima de mim, naquela matéria da semana passada, e depois fica por isso mesmo. Não”, disse o presidente, que afirma que o caso não está encerrado.

Em outra parte da entrevista Bolsonaro dispara: “Então, sou uma pessoa que sou constantemente perseguida. E comprovo, com este último caso da senhora Marielle Franco. Desculpa aqui o linguajar: é um jornalismo sujo por parte da TV Globo. Inclusive eu os tenho desafiado: ‘TV Globo, me dá um espaço de 15 minutos, ao vivo, no Jornal Nacional pra explicar isso e mais coisas. E obviamente vou cobrar de vocês quem vazou isso para vocês”, afirmou Bolsonaro, desafiando a emissora carioca.

 

 

Confira a entrevista completa:

Veja também:

Vídeo: Bolsonaro nega envolvimento em caso Marielle e diz que Globo só quer atacá-lo

Caso Marielle: Porteiro mentiu sobre suspeito ter ido à casa de Bolsonaro

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger