O presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), deputado Julio Garcia (PSD) aceitou novo pedido de impeachment contra o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL) nesta quinta-feira (3). O pedido foi protocolado na Alesc em 10 de agosto e, com base no parecer da Procuradoria da Assembleia, aceito por Julio Garcia.

 

 

O despacho foi lido em plenário pelo vice-presidente da Alesc, deputado Mauro de Nadal (MDB) e aponta crime de responsabilidade contra o governador e a vice, com base em parecer emitido pela Procuradoria da Alesc. O novo pedido de impeachment envolve a compra dos respiradores e o hospital de campanha.

Laércio Schuster (PSB), Fabiano da Luz (PT) e Clarikennedy Nunes (PSD) se dividiram para fazer a leitura do novo pedido de impeachment contra Moisés, um documento de 98 páginas. Embora não mencione o Secretário de Administração, Jorge Eduardo Tasca, o pedido aberto nesta quinta-feira (3) também envolve a vice-governadora, Daniela Reinehr.

“Daniela deixa o circo pegar fogo, sem saber que pode ser consumida pelo mesmo”, diz trecho da nova denúncia contra Moisés e Daniela, apresentada nesta quinta.

Oito pedidos de impeachment foram apresentados contra o governador de Santa Catarina – considerando o pedido que consta no relatório final da CPI dos Respiradores. Um deles está tramitando na Alesc, sob análise de uma Comissão Especial.

A denúncia aceita nesta quinta percorrerá o mesmo rito. Quando aceitou este novo pedido, Garcia arquivou quatro pedidos, por falta de fundamentação legal, e manteve outro em análise na Procuradoria.

Relatório Final foi apresentado pelo deputado Ivan Naatz | Foto Agência AL

Pedido da CPI dos Respiradores será apresentado na terça (8)

Outro pedido de impeachment contra o governador Moisés será oficializado junto à mesa diretora da Alesc na próxima terça-feira (8). O presidente da CPI dos Respiradores, deputado Sargento Lima (PSL) e o relator deputado Ivan Naatz (PL) marcaram para às 13h30min, a entrega oficial ao presidente da Alesc deputado Julio Garcia (PSD) do relatório final dos trabalhos da CPI.

O texto foi aprovado por unanimidade entre os nove integrantes, após o encerramento dos trabalhos em 18 de agosto. Na conclusão, foi apontada a responsabilidade de 14 pessoas, entre elas o governador de Santa Catarina, com o pedido para analisar um novo processo de impeachment em face da conclusão por crime de responsabilidade.

Além de oficializar a entrega do relatório, presidente e relator da CPI pretendem solicitar, também, que a mesa diretora da Alesc tome providências e agilize a tramitação deste novo processo de impeachment diante da recente decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), via ministro Benedito Gonçalves, em determinar a abertura de inquérito pela Policia Federal para investigar a participação do governador e demais agentes públicos no caso da compra dos 200 respiradores da Veigamed.

 

* Com informações do SC Portais

 

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp