Sejam aplicadas em residências ou em ambientes esportivos, as redes mudam completamente a rotina daqueles que usufruem destes espaços. Elas reduzem em quase 100% o risco de acidentes e isto faz com as pessoas possam se sentir mais tranquilas, sabendo que crianças, adultos e até animais não irão se machucar.

O que poucos sabem são as diferenças entre os materiais usados em redes esportivas e residências, e que estas diferenças são muito importantes no que diz respeito a segurança e vida útil do material.

Lares seguros

Foto divulgação/Jaraguá Redes

As redes de segurança - usadas em residências - devem ser muito resistentes. Isto porque elas precisam suportar, no mínimo, o peso de um ser humano adulto. Elas também precisam ser resistentes aos dentes ou unhas dos animais domésticos, se for o caso de uma residência ter um pet.

Foto divulgação/Jaraguá Redes

Segundo a Jaraguá Redes, neste caso, o mais indicado é o uso de materiais como o polietileno ou a poliamida. Eles são extremamente resistentes ao peso, ao impacto, sendo o polietileno indicado para áreas externas e a poliamida para ambientes internos.

Mais maleável

Foto divulgação/Jaraguá Redes

Diferentes das redes de segurança, em ambientes esportivos, elas precisam ter resistência e maleabilidade. Nestes locais, uma rede hiper-resistente e extremamente esticada garantiria a segurança da torcida, mas deixaria os atletas em risco.

Por exemplo: se uma bola atingir uma rede rígida ela vai "quicar" de volta e, em alta velocidade, o impacto da volta pode causar lesões sérias em quem for atingido.

Foto divulgação/Jaraguá Redes

Uma rede mais maleável, ao invés de rebater a bola, irá absorver o impacto. Desacelerando o objeto e o fazendo cair inofensivamente no chão.

A Redes Jaraguá explica que nesta situação, o tipo de rede mais indicada são as com espaçamento de 10, 12 ou 14 cm, e que os materiais ideais são o poliéster, a poliamida e o polipropileno.

"O espaçamento maior permite que a torcida assista aos jogos sem problemas de visibilidade, ao mesmo tempo em que a rede cumpre o seu papel de deixar todos seguros", conclui a empresa.

Atenção à validade

Depois de instalar as redes de segurança muitas pessoas não se atentam ao prazo de validade destes itens. Segundo a Jaraguá Redes, a garantia pode variar de acordo com o material utilizado, e que é muito importante se atentar a este fator para garantir que elas continuem cumprindo o seu propósito.

"Em média, uma rede de proteção dura cinco anos, em alguns casos podem até durar mais tempo. No caso das redes de poliéster e polipropileno, existe garantia de dois anos, na de poliamida, três anos", finaliza a empresa.

Onde encontrar

A Jaraguá Redes fica na rua Antônio Kochela, 248 - residência, no bairro Ilha da Figueira em Jaraguá do Sul. Para mais informações acesse as redes sociais da empresa: Facebook e Instagram.

Consulte valores através do telefone: (47) 3017-7305.