Em setembro muito se discute sobre as preocupações contra as doenças que podem levar ao suicídio, e a Levmed preocupada com o aumento da “doença do século” traz um viés diferente ao se ater ao todo que envolve esses sinais, em nossos pilares da Medicina preventiva e atenção primária a saúde tratamos a Alimentação como fator determinante a desencadear Saúde consequentemente levando a uma qualidade de vida melhor e tornando sua vida mais Leve.

Já é sabido os benefícios que uma dieta e nutrição adequadas têm no desenvolvimento das doenças cardiovasculares, digestivas e endócrinas. Porém, quando pensamos em tratamento para depressão, logo vem como primeira opção uso de medicamentos, associados à terapia. Mas, uma dieta equilibrada, pode ser tão importante quanto os remédios. A alimentação influencia diretamente em nosso humor.

Fatores psicológicos e bioquímicos estão envolvidos na depressão, mas a nutrição, deve ser considerada, uma vez que os nutrientes são os alimentos das células e precursores de neurotransmissores. A serotonina é um exemplo disso.

Os alimentos estão diretamente relacionados as emoções (ansiedade, estresse, tristeza) essas condições podem levar um indivíduo a comer mais ou negar o alimento. O que nos leva à necessidade de uma melhor qualidade de nutrientes para um melhor funcionamento do nosso organismo.

Entre os fatores nutricionais envolvidos, podem ser citados os níveis adequados de glicose, dos precursores de serotonina e de noradrenalina como triptofano, tirosina, vitaminas B6, ácido fólico, vitamina B12 e os ácidos graxos como ômega 3.

A serotonina, é um neurotransmissor produzido pelo triptofano (um aminoácido essencial), enquanto a tirosina é precursora da dopamina. A falta desses dois aminoácidos em nosso organismo prejudica os neurotransmissores, e por consequência, o humor.

Uma alimentação adequada e equilibrada com menos alimentos processados e mais “comida de verdade” (legumes, leguminosas, frutas, peixes, cereais integrais) irá garantir alimentos com as fontes citadas acima, além do zinco, ácido fólico, magnésio, cobre, ferro, vitamina C, vitamina B3 e manganês que são necessários no controle da produção e equilíbrio de neurotransmissores.

Exemplos de alimentos ricos nos principais nutrientes ligados a serotonina:

  • Alimentos ricos em triptofano: arroz integral, banana, amaranto, carne bovina magra, ovo , castanha do pará, cacau.
  • Alimentos ricos em Ômega 3: sardinha, salmão.
  • Alimentos ricos em VitB12: carnes vermelhas, alga marinha, levedo de cerveja.
  • Alimentos ricos em Ácido Fólico: cereais integrais , feijões, cogumelos, abacate , manga, laranja, tomate, melão, banana, ovo, levedo de cerveja e germe de trigo.
  • Alimentos ricos em Vit B6: carnes magras, leite , ovos , batata inglesa, aveia, banana, gérmen de trigo, abacate, levedo de cerveja, cereais, sementes e nozes.

Desde o inicio da sua inauguração e por ser de daqui a Levmed é parceira dos projetos inseridos no Jaraguá Mais Saudável, conciliando sua estratégia de acesso a saúde apoiando no que for necessário. Portanto, é sempre importante ressaltar:

  • Faça atividade fisica que lhe traga prazer;
  • Tome água – 30ml kilo de peso;
  • Tire um tempo para fazer algo que lhe dê prazer e com pessoas que te deixam feliz
  • Procure um profissional nutricionista para avaliar suas reais necessidade nutricionais.

Tatiana Schena Bandeira é nutricionista graduada pela Universidade do Vale do Rios dos Sinos-RS. Especialista em Nutrição Clínica. MBA em Gestão Estratégica de Pessoas. Especialista em Fitoterapia, Prescrição de Fitoterápicos e Alimentos Funcionais. Atua como nutricionista Clínica do Hospital e Maternidade Jaraguá. Membro da EMTN do hospital. Nutricionista credenciada da Levmed.