Muitas pessoas têm dúvidas em relação à libido. E você, sabe o que é libido? Libido é uma palavra que deriva do latim e significa desejo ou anseio. Seria a manifestação da sexualidade, desejo sexual.

A ginecologista e obstetra, Dra. Thaís Lebtag, pontua que a libido é um instinto e isso depende do estado emocional de cada indivíduo, podendo ser maior em algumas pessoas do que em outras, além de que pode ser alterado, ou seja, aumentar ou diminuir, dependendo do estado emocional pelo qual a pessoa está passando.

"O estresse, a depressão, a ansiedade, além da ingestão de medicamentos, diminuem o desejo sexual das pessoas, o que afeta também a saúde sexual", afirma a especialista.

Ela ainda ressalta que, nas mulheres, o ciclo de menstruação pode influenciar totalmente na libido, pois além de ocorrer alterações sentimentais, no período fértil, elas também possuem um desejo sexual mais elevado durante esse período.

Mas, quando o prazer ou a vontade de fazer sexo é baixo, é normal? São perguntas comuns em consultório mais do que se possa imaginar! A Dra. Thaís pontua que inúmeros fatores podem estimular a falta de libido. " E o diagnóstico pode ser realizado durante a consulta e exame físico com seu médico ginecologista."

Foto: Piero Raggazi

A especialista listou alguns fatores, que devem ser observados, e que podem contribuir para a diminuição no desejo ou interesse sexual:

  • Cirurgia, depressão, lesões ou outras condições médicas;
  • Gravidez, parto recente ou sintomas de menopausa;
  • Problemas sexuais do parceiro;
  • Estresse ou fadiga;
  • Medicamento, drogas ou álcool;
  • Dor na relação sexual;
  • Insatisfação com o relacionamento ou parceiro.

Segundo ela, dependendo da fase particular da vida reprodutiva que uma mulher está experimentando, diferentes recomendações são feitas.

Várias opções de tratamento que incluem mudança de estilo de vida, tratamento de distúrbios médicos ou psiquiátricos coexistentes, troca ou descontinuação de medicamentos que possam afetar o desejo sexual, a terapia hormonal e a terapia conjugal.

"Embora ainda seja permeado por muitos tabus, a satisfação sexual feminina é essencial para a qualidade de vida da mulher e de suas relações amorosas. Procure um médico da sua confiança se perceber algum sintoma", finaliza.

Sobre a especialista

A Dra. Thaís Straliotto Lebtag (CRM/SC 14849 e RQE 12.383) atende no Hospital e Maternidade Jaraguá, na rua dos Motoristas, 120. E também na Policlínica Rio Branco, na rua Barão do Rio Branco, 207, 1º andar, sala 05. Contato pelo telefone (47) 3275-1063.