Rio da Luz, patrimônio nacional, é o novo lar da Cervejaria Maestro

foto: divulgação

Por: Elissandro Sutil

23/07/2022 - 05:07

Um passeio pelo Rio da Luz, em Jaraguá do Sul, é uma viagem por outras épocas, cujos costumes ali ainda permanecem. À medida que vamos nos afastando do perímetro urbano, começa a emergir um lugar que preservou seu passado. Casas construídas em arquitetura europeia, ranchos de madeira ocupando colinas, feixes de lenhas armazenados, bois ocupando pastagens, são muitos os elementos que compõem pequenas paisagens bucólicas e encantadoras.

foto: divulgação

Muitas famílias se dedicam à agricultura familiar de subsistência, cultivando parte do alimento consumido na propriedade. Outras famílias se dedicam ao cultivo de hortaliças voltadas à comercialização. E quase todas produzem algum alimento caseiro, seguindo a tradição. Queijões, pães, geléias, embutidos e pratos típicos servidos no almoço e no jantar. Muitos deles são adaptações feita pelos antigos substituindo ingredientes originais por outros encontrados no Brasil. O aipim é um exemplo típico de adaptação alimentar.

Ao longo das ruas, rios e riachos, de águas claras e correntezas que deslizam sobre as pedras nos leitos aumentam ainda mais a sensação de estar em um outro mundo, com um tempo diferente daquele que experimentamos na correria do dia a dia.

Por isso o Rio da Luz é uma região propícia para um passeio a qualquer dia, seja no pedal ou de carro, com amigos ou com a família. Antigas igrejas, católicas e luteranas, continuam sendo destinos de manifestação da fé dos moradores da localidade.

Construções históricas como os centenários Salão Barg e a Casa Rux justificam a importância cultural e turística da região. O Salão Barg é famoso por seu chão de molas e por continuar ainda em funcionamento, abrigando diversos eventos ao longo dos últimos anos (com exceção do período de suspensão de atividades devido à pandemia). A Casa Rux é um perfeito exemplo da construção enxaimel (uma técnica que usa uma estrutura de vigas de madeira encaixadas em cujos espaços são dispostos os materiais que formam a parede).

Por esse rico conjunto de construções rurais, construções históricas, práticas de cultivo e outras contribuições, a localidade ganhou a denominação de ‘Conjunto Rio da Luz” e foi tombado em 2015 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

Localizado há cerca de 13 quilômetros do centro de Jaraguá do Sul, tem acesso fácil por rodovia pavimentada. Para preservar as características do bairro e fortalecê-lo, foi criada a Associação Turística do Rio da Luz com 14 empreendimentos voltados ao turismo gastronômico, de contemplação, de aventura e de eventos, além do Cultural e Religioso, que esta bastante inserido no bairro, com suas cinco Sociedades de Tiro e três igrejas luteranas.

Além das atrações citadas, outro local que merece ser conhecido e apreciado é a nova sede da Cervejaria Maestro, que se instalou em 2022 ali com sua nova fábrica.

Notícias no celular

Whatsapp